Quinta-Feira, 22 de agosto de 2019.

O evangelho não muda, o que muda são as pessoas

“Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração” (Hebreus 4.12).

Muitas pessoas tem o hábito de julgar as outras pela conduta delas de não obedecer ao evangelho de Cristo. E se justificam nisso para não entregar as suas vidas pra Jesus. Só que elas se esquecem que a palavra da verdade, o evangelho da salvação, não muda. O que muda são as pessoas – isso quando elas querem e se esforçam pra mudar.

Mas, isso só acontece quando as pessoas compreendem verdadeiramente o plano da salvação, a promessa da vida. Quando elas creem piamente que além deste céu e deste espaço, existe uma cidade que tem fundamento, da qual o artífice e construtor é Deus. Quando elas creem que Jesus foi nos preparar lugar e voltará para buscar todos aqueles que guardaram a fé – os vivos e os que morreram acreditando na ressurreição do Último Dia.

Se nem Cristo julga aqueles quem não acreditam nele, quem somos nós para proferir palavra contra alguém ou suspeitar mal de quem quer que seja. Veja: “E se alguém ouvir as minhas palavras, e não crer, eu não o julgo; porque eu vim, não para julgar o mundo, mas para salvar o mundo. Quem me rejeitar a mim, e não receber as minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o há de julgar no último dia” (João 12.47-48).

A palavra de Deus é tão reta que quem julga o homem é ela. Porque nela, não há mudança, nem sombra de variação. Pode observar as legislações do mundo secular. É preciso de mais de um juiz para julgar e interpretar o que que chamam de Carta Magna de um país. Cada um interpreta de uma forma diferente. E precisa-se de outro magistrado para desempatar os votos de uma Corte. Porque na lei dos homens há sombra de dúvida e de variação e, só mostra o quanto as leis que regem esse mundo são falhas.

Isso acontece, inclusive, com as nossas próprias palavras. Uma hora dizemos uma coisa, outra hora falamos outra. O que comprova que, em nós, também há mudança de ideias, de comportamentos, pensamentos. Mas, só depende de nós permanecer inabaláveis e imutáveis se colocarmos em prática o Verbo da vida.

E Cristo veio nos libertar desse jugo e desse mar de incertezas e nos trazer a seguinte revelação: “Há só um Legislador e um Juiz, que pode salvar e destruir. Tu, porém, quem és, que julgas a outrem?” (Tiago 4.12).

Se todos se permitissem viver pela palavra que nos foi evangelizada por Cristo Jesus, então compreenderiam que o próprio Deus veio a esse mundo trazer a lei do Espírito de vida, para nos livrar da lei do pecado e da morte (Romanos 8.2).

Categoria artigos, articulista

Maiara Pires

Jornalista




Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA DO ARTICULISTA