Taxímetros de Macapá e Santana são aferidos pelo Ipem/AP






O Instituto de Pesos e Medidas do Amapá (Ipem/AP) começou no último dia 2 a aferição periódica dos taxímetros para os 978 táxis de Macapá e 135 de Santana. O calendário de aferições encerra no mês de março. A ação buscar dar segurança para os usuários de táxis, e com isso, evitar que sejam lesados durante as corridas.

O procedimento iniciou para os veículos com placas terminadas em 1, 2, 3, e 4. No mês de fevereiro, será a vez dos veículos com numeração terminada em 5, 6 e 7. A ação finaliza em março, com as placas com final 8, 9 e 0.

De acordo com o coordenador técnico operacional do Ipem/AP, Ronildo Nobre, os taxistas de Macapá devem procurar a sede do órgão, localizada na Avenida Aurino Borges, São Lázaro, na capital, com os seguintes documentos: certificado de verificação do ano anterior, Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRVL), cartão de identificação do permissionário e comprovante de endereço atualizado, além do comprovante de pagamento de uma taxa no valor de R$ 52,18. O atendimento ocorrerá de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h30.

Ele ressalta que o permissionário que não comparecer estará sujeito às penalidades previstas na Lei 9933/99. “É um procedimento anual que garante segurança nas corridas aos usuários de táxis”, destacou Nobre, acrescentando que, caso o passageiro perceba que o lacre está rompido, não deve aceitar a corrida, pois o aparelho pode apresentar medição incorreta.

 

Nas aferições, são verificados os taxímetros e, principalmente, os pneus. “Os pneus são o que comandam o taxímetro. Caso seja trocado para um aro maior ou menor, pode influenciar na medição do equipamento e, com isso, dar diferença no valor cobrado da corrida, o que lesa o consumidor”, acrescentou Nobre.

Depois de passar pelo procedimento, o veículo recebe o selo “Táxi Legal”, para certificar que o táxi foi vistoriado pelo Ipem/AP.

Aferição em Santana

Os taxistas de Santana devem ficar atentos ao cronograma de aferições que o Ipem irá realiza

eículos cujas placas terminem em 1,2,3 e 4, que totalizam 65 veículos no município”, explicou Ronildo Nobre.

As demais irão ser realizadas de acordo com o mês referente as terminações. Em fevereiro, as placas com final 5, 6 e 7, e em março, os veículos que têm placas que terminam em 8, 9 e 0.

Por: Ailton Leite /  Foto: André Rodrigues

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO