Peixe Popular: Governo estima comercialização de 150 toneladas de pescado na Semana Santa

Compartilhe:





A Agência de Pesca do Amapá (Pescap) já definiu os pontos de comercialização de pescados pelo Projeto Peixe Popular durante a Semana Santa. Serão 17 pontos distribuídos na capital Macapá (9) e nos municípios de Santana (5), Porto Grande (1), Itaubal do Piririm (1) e Vitória do Jari (1). Para este ano, o governo prevê a comercialização de 150 toneladas de pescado entre resfriados e vivos no período de 16 a 19 de abril.

A coordenadora do Projeto Peixe Popular, Euleny Pereira, informa que os preços estarão fixados entre R$ 7 e R$ 15. “Diversas espécies estarão disponíveis à população, como pirapitinga, tamuatá, mapará e piramutaba. A dourada está entre as espécies que estarão mais caras”, adianta.

Em Macapá, 10 empreendedores deverão comercializar os pescados nos nove pontos distribuídos nas zonas sul, norte, leste e oeste. O governo vai providenciar gelo, cubas de isopor, balanças e tendas. Todos os empreendedores estarão com a camisa do Projeto Peixe Popular para facilitar a identificação.

A Pescap vai trabalhar em parceria com as prefeituras dos municípios aonde acontecerá a venda de pescados. E em conjunto com associações de feirantes, Federação de Pescadores, Colônias de Pescadores e empreendedores da piscicultura.

 

Por: Ailton Leite /  Foto: Irineu Ribeiro/Secom

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO