Serial killer à solta

Compartilhe:





*Douglas Lima

O planeta Terra, que Deus escolheu para a habitação do homem, está tomado por um vírus altamente letal. Dos em torno de 210 países existentes, apenas 15 deles ainda não foram visitados pelo corona. Dos continentes, a Antártida é o único imune, pelo menos por enquanto.

O causador da Covid 19 é uma praga pandêmica. Não respeita ricos nem pobres, negro ou branco, cristão ou muçulmano, nem judeu, muito menos budista ou taoísta, nem mesmo médico e enfermeiro. É uma obra de Satanás a infernizar crianças, adolescentes, adultos e velhos, todos altamente surpresos e apavorados com a disseminação da doença.

No Amapá, as mortes ja chegaram a 34. São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará e Amazonas, pela ordem, são os estados onde no Brasil mais tem morrido gente infectada pelo tal novo coronavírus. Estados Unidos e países europeus, além dos grandes produtores de petróleo, conferem dezenas de milhares de óbitos.

Este vírus também não respeita nações. Sejam elas abastadas ou não, logo são atacadas pelo corona, sem dúvida o maior inimigo da humanidade em todos os tempos. Até agora, porém, o vilão ronda 15 dos mais de 200 países, sem conseguir neles entrar, porque são ditatorialmente governados ou afastados demais, em termos geográficos. Mas há controvérsias.

A Coreia do Norte, do ditador Kim Jong-Un, diz que em seu território não há sequer uma pessoa infectada. O mesmo acontece em Turcomenistão, um dos regimes mais fechados do mundo. Lá, quem se refere ao coronavírus é preso e pode até ser morto, dependendo das circunstâncias em que cita o nome do serial killer.

As ilhas do oceano Pacífico, como as Marshall e de Salomão, entre outras, também estão incólumes. Paraísos turísticos, seus governantes preferiram fechá-las ao acesso de estrangeiros, amargando prejuízos milionários. Optaram por aquela máxima popular: “Antes só do que mal acompanhado”.

O mal está em ação. Até agora não há remédio que o cure ou o previna. Até quando vai e onde vai? Perguntas que todos fazemos, sem saber respondê-las, sem ter quem as responda. Continuemos firmes, com fé em Deus; Ele paira sobre a Terra, e com certeza tem com esta pandemia lições maravilhosas a dar a nós, humanidade tão pecadora.

 

Douglas Lima é radialista e jornalista

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO