Pesquisa indica que a música pode ser muito útil para o aprendizado






Um levantamento feito no Reino Unido a pedido do serviço de streaming de músicas Spotify, chegou a conclusão de que os indivíduos que escutam música enquanto estão estudando conseguem melhorar a sua concentração e compreender de forma mais fácil o conteúdo estudado. Porém, esses bons resultados dependem da disciplina estudada e do tipo de música escolhido.

Nesse estudo, os pesquisadores perceberam que as pessoas que começaram a escutar músicas apropriadas durante suas sessões de estudo, tiveram o seu desempenho aprimorado em aproximadamente 12%. Essa é apenas mais uma entre várias pesquisas recentes que tenta desvendar novas informações sobre a ligação que existe entre a música e questões como estudo e frisson.

Benefícios da inclusão da música nas escolas

Os resultados obtidos por essa pesquisa reforçam a premissa de que a música possui um grande potencial a ser explorado pelo ensino nas escolas. Utilizar canções e melodias sobre o conteúdo estudado, por exemplo, é uma ótima forma de descontrair o ambiente das salas de aula e ensinar a matéria de um jeito mais divertido e interessante. Essa é, inclusive, uma alternativa viável para modernizar a didática tradicional, que já se encontra obsoleta e precisando ser atualizada.

Além de ajudarem na fixação do conteúdo estudado, algumas pesquisas também já comprovaram que o contato constante com sons e melodias é algo que melhora a capacidade de leitura e até mesmo a memorização das crianças que estão nessa fase de aprendizado. São tantos os trabalhos desenvolvidos sobre o tema que, para a comunidade científica, já está estabelecida a ligação entre a música e a aptidão escolar.

Por si só, a música também é importante pois ajuda na compreensão de conceitos de maior complexidade como sincronia e estilo. As escolas que têm a chance de organizar apresentações e recitais relacionados à música ainda oferecem aos seus alunos a vantagem de incentivar o trabalho em equipe, a amizade entre o grupo e a sensação de pertencimento a uma atividade especial.

Os tipos de música para cada categoria de disciplinas

Segundo os pesquisadores, as matérias da área de humanas são assimiladas mais facilmente com músicas pop, as quais possuem uma média de 50 a 80 batidas a cada minuto, como "We Can't Stop", da cantora Miley Cyrus. Isso acontece pois esse estilo de música exerce um efeito calmante que estimula o pensamento factual e lógico, instigando o cérebro a compreender melhor o tipo de conteúdo relacionado a essas matérias.

Em relação as disciplinas da área de exatas, a conclusão foi de que as músicas clássicas, por terem uma média de 60 a 70 batidas a cada minuto, são as mais eficazes. Para a psicóloga Emma Grey, a explicação está no fato dessas canções levarem a um estágio de relaxamento e calma, sem com que o ouvinte perca a sua capacidade de atenção e concentração.

Aqueles que estão estudando matérias ligadas à área artística, por sua vez, são favorecidos por músicas no estilo pop-rock, como o hit "Fireworks", da cantora Katy Perry. Os responsáveis pelo estudo afirmaram que esse estilo de canção produz uma condição de excitação cerebral, a qual instiga a criatividade e a performance autoral dos estudantes, vantagens essenciais para essa área.

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO