Programação do Dia do Estudante movimenta faturamento na Casa do Artesão

Compartilhe:





Neste domingo, 11 de agosto, não foram só os pais, os homenageados do dia, mas também os estudantes amapaenses. Em frente à Casa do Artesão, em Macapá, uma estrutura foi montada para que os jovens de várias faixas etárias pudessem curtir uma tarde diferente com shows, poesia, roda de capoeira, além de apresentações teatrais em homenagem ao Dia do Estudante comemorado na mesma data.

 

Além de entretenimento, o caixa dos artesãos também foi movimentado. O secretário adjunto de Trabalho e Empreendedorismo, Ezequias Costa, confirmou que o faturamento foi de mais de mil reais, com o total de 145 peças vendidas.

Tudo preparado pelo Governo do Amapá, através da Secretaria Extraordinária de Políticas para Juventude (Sejuv) e Secretaria de Estado da Cultura (Secult) junto com movimentos sociais, como a União dos Estudantes Secundaristas do Amapá (Uecsa), Federação Amapaense dos Universitários (Feune) e grêmios estudantis.

 

Toda essa união fez com que o evento atraísse, além de estudantes, várias famílias que passeavam na orla da cidade. A universitária Kewdgmarlleen Lopes, 21 anos, foi uma que compareceu ao evento junto com amigos de várias escolas estaduais. Ela é uma das beneficiárias do Programa Amapá Jovem, desenvolvido pela Sejuv. Ela participa do programa no polo Nilton Baliero Machado, no bairro Marabaixo III. “Sempre que posso, eu vou nos eventos destinados aos jovens. E esse é um deles. Pois, no nosso cotidiano sempre estamos envolvidos com os estudos. Então, hoje, eu vim para me divertir”, conta.

 

Com esse enfoque que a programação foi toda pensada nos diferentes públicos da juventude, objetivando a pluralidade artística. “Como poder público temos que dialogar com todas essas frentes para que eles sempre se sintam representados”, considera o secretário extraordinário de Políticas para a Juventude, Pedro Lourenço da Costa neto, o Pedro Filé. O gestor conta que é uma oportunidade de confraternizar com os estudantes, mostrando que esses eventos servem para aproximá-los e verbalizar qual o papel deles na sociedade.

 

Cada atração foi destinada a jovens de vários grupos, como aqueles que gostam de poesia ou capoeira, bem como, o movimento gospel. Também teve apresentações de grupos de teatros e a turma do fit dance, que foi a apresentação mais disputada, com premiações para as melhores coreografias.

 

Para o presidente da União dos Estudantes Secundaristas do Amapá (Uecsa), Renan Santos, é mais um passo para o protagonismo estudantil, pois essas programações valorizam o estudante. Ele conta que 30 escolas estaduais já estão sendo mapeadas para eleições de grêmios estudantis. “O estudante precisa ser ouvido, tanto pela gestão escolar, como pelo governo do Estado. Então, vamos promover essa discussão entre ambos, ainda nesse mês de agosto”, anuncia.

 

Por: Alice Valena /  Foto: Maksuel Martins / Secom

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO