Kayla Oliveira reforça representatividade trans no mercado fashion

Compartilhe:





Cearense vivia no sertão e trabalhava com telemarketing - até assinar com agência de Angel e tornar-se aposta da moda!

 

Natural de Tamboril - município com aproximadamente 25 mil habitantes, no sertão do Ceará, Kayla Oliveira (JOY Model) acaba de mudar-se para São Paulo, onde desponta entre a nova geração de apostas da moda brasileira.

Aos 25 anos, a bela engrossa o time de modelos transgêneros do Brasil, que tem trazido representatividade ao mercado e quebrado importantes barreiras:

"Comecei minha transição por volta dos 20 anos. A aceitação da minha família foi tranquila, especialmente em relação às pessoas que eu temia. Fui visita-los em um Natal, com os cabelos já compridos. Foi assim a primeira vez que me viram como Kayla", relembra.

A jovem chegou a trabalhar como operadora de telemarketing, onde vendia planos telefônicos, até que participou da seleção de modelos The Look of The Year, onde ficou entre as finalistas da edição 2018.

Desde então, Kayla fechou representação com a JOY Model - mesma agência responsável pela carreira de Lais Ribeiro, a única Angel brasileira da Victoria's Secret - e acaba de fotografar campanhas para grifes de moda, joias e calçados: "Eu estava finalizando meus estudos, por isso adiei o início na moda, mas agora chegou o momento que tanto esperei", diz a bela, que pretende a usar a moda como instrumento de transformação.

"Quero poder usar a moda como plataforma para inclusão, para debate, para colaborar na busca por respeito às travestis e transexuais. É uma questão onde ainda há muito para evoluir. Precisamos de mais empatia e respeito!", finaliza.

 

Foto principal: Almir_Vargas

Foto: Michael Rodrigues

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO