FAF lança pacote de regularização para clubes de futebol não profissionais do Amapá

Compartilhe:





A Federação Amapaense de Futebol fará assessoria jurídica e contábil dos times que precisam de regularização para acessar o sistema da CBF durante o campeonato desse ano.

 

O Amapá possui 16 clubes não profissionais ligados à Federação Amapaense de Futebol (FAF). Destes, apenas 5 estão com situação jurídica regular. A situação dos demais filiados é uma barreira para competições junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), e é para que essa barreira seja eliminada que a presidência da FAF lançou um pacote de ajuda para esses times.

O lançamento aconteceu nesta terça-feira, 11, na sede da FAF e contou com a presença da diretoria da Federação, que agora está voltada em ajudar esses times a regularizarem suas pendências jurídicas, bancárias ou cartorárias.

Assessorias contábil e jurídica vão ser disponibilizadas para os filiados, que contarão com o apoio da FAF também quanto à flexibilidade do calendário do campeonato.

“Só vamos iniciar o campeonato desse ano quando todos os times estiverem regularizados e puderem acessar o sistema da CBF sem problema. Vamos trabalhar juntos para isso. É preciso que cresçamos juntos fora de campo também”, explicou o presidente da Federação, Netto Góes.

Os filiados terão acesso à uma Central de Consulta dentro da FAF, que consiste em uma ilha de trabalho exclusivo para uso dos presidentes, equipada com computador, rede de internet e impressora, para que eles possam ter acesso ao sistema da CBF sem entraves logísticos.

 

Parceria

O secretário adjunto da Secretaria de Desporto e Lazer do Amapá. Fábio Marinho, também esteve presente para anunciar a parceria com a FAF nessa iniciativa. A Sedel vai fornecer o material esportivo dos clubes já para a competição de 2019.

O gestor estadual também destacou a importância da regularização do CNPJ dos times para futuros convênios. “Hoje temos muita responsabilidade quanto às parcerias firmadas com o governo. Não há possibilidade de celebração de convênio para acesso a recursos que não seja com pessoas jurídicas regulares. A coisa pública exige essa organização”, disse.

 

Novidades

Netto Góes também anunciou que este ano, pela primeira vez, os jogos do campeonato não profissional serão todos transmitidos pela FAF TV, através de um aplicativo parceiro que será lançado nos próximos dias. O recurso já é usado pelas federações do restante do país.

“Tanto a regularização dos times como as transmissões são parte de uma nova política dentro da FAF, a política da aproximação. Queremos reduzir a distância entre o nosso futebol profissional e o não profissional. Esses são os primeiros passos para o crescimento do esporte no Amapá”, disse o presidente.

Os clubes não profissionais são de diversos municípios do Amapá, e trazem desportistas da categoria amadora, mas que vivem o esporte com a mesma paixão que os filiados da categoria profissional.

Ângela Nunes, presidente da Associação Desportiva Calçoenense (ADEC), veio do seu município para a reunião e agradeceu o envolvimento da presidência com a categoria. “Meu time já está regularizado, mas estamos todos juntos no mesmo barco, então somos solidários aos demais times que estão em busca desse processo. Sei que o campeonato desse ano será lindo”.

 

Campeonato  

Os times receberão bolas e uniformes para o campeonato, marcado para começar dia 20 de agosto, data estipulada pelos próprios dirigentes dos clubes que pediram tempo para regularizar suas equipes.

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO