Seminário de jiu-jítsu é realizado no SESI Amapá






No último fim de semana, o Serviço Social da Indústria (SESI) do Amapá sediou o Seminário de jiu-jítsu ministrado pelo mestre faixa preta Ricardo de la Riva. Na ocasião, o profissional expôs sobre sua experiência como praticante da arte marcial e apresentou a própria técnica, conhecida como “Guarda de la Riva”. Cerca de 70 atletas participaram do evento.
 
Para o atleta Guilherme Salgado, o evento foi uma excelente oportunidade de adquirir conhecimento e evoluir na prática do esporte. “Os seminários ministrados pelo mestre de la Riva têm o objetivo de promover a troca de conhecimentos por meio do estudo da técnica e da socialização. Tivemos a oportunidade de debater, praticar e comparar as diferentes soluções que cada um encontra para desafios semelhantes. Isso é muito bom para o fortalecimento do jiu-jítsu no estado”, comentou.
 
Guarda de la Riva
 
A técnica foi criada em meados dos anos 80 por Ricardo de la Riva. O mestre, em seu início de carreira, por ter o porte físico menor do que os de seus companheiros de treino, sentia-se obrigado a treinar "de guarda aberta". Foi durante o uso dessa posição que percebeu seu potencial de desequilibrar o oponente, principalmente quando utilizava os pés em forma de gancho. Em 1986, durante a Copa Cantão, de la Riva venceu uma luta contra um forte adversário após fazer uso da guarda. A partir daí, ela se popularizou e segue sendo adotada por vários campeões mundiais. É uma das técnicas mais ensinadas no jiu-jítsu porque extrapola o formato original e apresenta várias pegadas diferentes, inversões e ajustes.

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO