Atletas do Amapá conquistam 25 medalhas nas Paralimpíadas Escolares 2017






Superação, marcas alcançadas e muita emoção, assim foram os três dias de competição das Paralimpíadas Escolares 2017 em São Paulo-SP, onde 13 atletas paralímpicos amapaenses disputaram diversas modalidades esportivas. Ao todo, eles conquistaram 9 medalhas de ouro, 10 de prata e 6 de bronze, com a melhor participação do Amapá entre as cinco edições já disputadas.

A 11ª edição das Paralimpíadas Escolares ocorreu no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, e proporcionou aos 944 paratletas de todos os Estados brasileiros e Distrito Federal competirem em atletismo, bocha, futebol de 7, goalball, judô, natação, tênis de mesa e tênis em cadeira de rodas e com duas novidades: basquete em cadeira de rodas e futebol de 5.

Dentre essas modalidades, os atletas de diversas escolas amapaenses se destacaram no atletismo, natação e arremesso de dardo, disco e pelota. Cada um com uma história cheia de obstáculos, mas, também, de superação, como no caso da jovem Pâmela Moraes, de 17 anos.

Pâmela não fala, possui deficiência auditiva e dificuldades motoras, contudo isso nunca a impediu de correr, literalmente, atrás de seus sonhos. A jovem conquistou medalha de ouro no atletismo 1.500 metros, prata nos 400 metros e bronze nos 100 metros.

Não só para Pâmela, mas para todos que estavam presentes, suas disputas foram carregadas de emoção. Sua mãe, Jucilene Ramos, que a acompanhava, conta uma pequena parte da trajetória da filha: “Pâmela não andava, usava cadeira de rodas e não imaginava que ela iria enveredar para o atletismo. Faz 3 anos que ela é paratleta e só tem surpreendido”, e pontua vibrante: “Ela corre muito!”.

Pâmela integra as 26 pessoas da delegação paralímpica amapaense, que juntos estavam determinados a mostrar ao Brasil e ao mundo que esses jovens não estavam a passeio, e como o esporte muda a vida das pessoas.

Todos da delegação, especialmente os familiares que acompanhavam os atletas, estavam muito satisfeitos, ainda mais com a as pré-convocações de Kaiki Renan e Kely Santos pelo Comitê Paralimpico Brasileiro (CPB) para iniciarem treinamento de alto rendimento em janeiro.

O paratleta Kaiki Renan Costa, aluno da Escola Estadual Profº Irineu da Gama Paz, estava exultante com suas 3 medalhas de ouro nas modalidades arremesso de peso, dardo e disco. Era sua primeira vez em competição dessa magnitude. O jovem, que tem paralisia cerebral e treina há três anos, já sonha com a próxima competição. “Estou muito feliz com minhas medalhas e sonho com as Paralimpíadas 2020”. 

Aporte estadual

Os estudantes amapaenses que participaram das Paralimpíadas Escolares 2017 tiveram suas passagens garantidas pelo governo do Estado. Os bilhetes foram entregues pela Secretaria de Estado do Desporto e Lazer (Sedel) com o objetivo de fortalecer a prática de esportes nas unidades educacionais e a incentivar jovens atletas do Amapá.

O investimento é de R$ 1,4 milhão, proveniente de emenda parlamentar de autoria do deputado federal Roberto Góes, e mais contrapartida do Governo do Amapá de R$ 980 mil. O aporte é destinado, sobretudo, para realização de grandes eventos esportivos amapaenses: o 1º Festival Desporto Cidadão, Campeonato Intermunicipal sub-17, Copa das Arenas, Jogos Escolares da Juventude e Festival de Artes Marciais.

Chefe da delegação paralímpica amapaense, Rodrigo Ikegami, não esconde sua enorme satisfação. Com trabalhos desenvolvidos na Secretaria de Desporto e Lazer (Sedel) no Paradesporto, ele diz que 2017 já é mais que especial, pois foi um grande feito construído nesta edição das Paralimpíadas, com apenas 13 atletas, porém conquistando ao todo 25 medalhas, sendo a melhor participação amapaense das cinco edições em que participaram.

“É gratificante ver nossos alunos/atletas fazerem parte de um evento grandioso e sendo campeões em suas modalidades. Isso não se mede, não se paga. Dá vontade de trabalhar mais, de oferecer oportunidades a outras crianças com deficiência, que ficam enclausuradas em um mundo que é de todos. A vida fica muito melhor, quando nos deparamos com a superação dessas pessoas”.

Confira o quadro de medalhas

Kely Castro (Escola Estadual Profº Zolito de Jesus Nunes)
Arremesso de peso e disco – 2 ouros

Nathália Maciel (Escola Estadual Antônio Ferreira Lima Neto)
Arremesso de peso - 1 bronze
Arremesso de disco - 1 prata

Alice Caroline Chagas (Escola Estadual Profº José Firmo do Nascimento)
Arremesso de peso – 1 prata

Claudiane Melo (Escola Municipal Profª Neusona)
Atletismo 100 e 400 metros - 2 ouros
Arremesso de dardo - 1 prata

Kaiki Renan (Escola Estadual Profº Irineu da Gama Paz)
Arremesso de peso, dardo e disco - 3 ouros

Lucas Thiago dos Santos (Escola Estadual Lauro De Carvalho Chaves)
Arremesso de peso e dardo -2 pratas
Arremesso de dardo – 1 bronze

João Pedro Paes (Escola Estadual Antônio Ferreira Lima Neto)
Arremesso de pelota e peso - 2 pratas
Atletismo 100 metros rasos – 1 bronze

Cauã Felipe (Escola Estadual Profº Antonio Messias Gonçalves da Silva)
Nado borboleta – 1 ouro
50 metros livres – 1 prata
50 metros peito – 1 bronze

Pablo Henrique Ferreira (Escola Estadual Profª Jacinta Maria Rodrigues de Carvalho Gonçalves)
Arremesso de dardo – 1 prata

Pâmela Moraes (Escola Dom José Maritano)
Atletismo 1.500 metros – 1 ouro
400 metros – 1 prata
100 metros – 1 bronze

Alex Sandro Souza (Escola Estadual Professora Maria Meriam dos Santos Cordeiro Fernandes) 
Tênis de mesa – 1 bronze

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO