Furtos e roubos nas escolas de Macapá reduzem 45,5%






Em 2018, houve uma redução de furtos e roubos nas escolas da rede estadual de Macapá em 45,5%, graças ao sistema de monitoramento eletrônico. Enquanto em 2017 foram registrados 120 casos, no ano passado esse índice caiu para 54. Os números são do Núcleo de Estatística e Análise Criminal do Centro de Integração de Operações de Defesa Social (Ciodes). Além da redução no número de ocorrências, o novo sistema resultou na economia em mais de R$ 40 milhões ao ano, em relação ao valor antes pago pelos contratos de vigilância.

No ano passado, foram evitadas 165 tentativas de furtos nas escolas dessas cidades, segundo a Gerência Operacional da Ativa System Brasil, responsável pelo serviço. Com o monitoramento em tempo real, durante 24 horas, os patrulheiros se deslocam imediatamente para a unidade escolar, sempre que é detectada alguma intrusão ou são disparados o alarme e sensor de presença. A empresa também faz o contato direto com os policiais em serviço, resultando na prisão em flagrante e na devolução imediata dos pertences da escola.

Quando o furto é concretizado, as imagens são disponibilizadas à Polícia Civil, para investigação e elucidação dos delitos, garantindo a prisão de muitos criminosos e recuperação dos objetos furtados.

No início de 2017, a empresa responsável pela prestação do serviço de vigilância monitorada de escolas da rede de ensino do Estado iniciou o processo de instalação dos circuitos de câmeras e alarmes, sensores de presença e equipamento de armazenamento. As unidades passaram a contar, também, com monitoramento 24 horas e patrulhamento motorizado.

Atualmente, todas as escolas, centros e anexos administrativos da Secretaria de Estado da Educação (Seed) contam com o monitoramento eletrônico.

A partir deste ano, escolas da área urbana dos demais municípios também contarão com o sistema. Segundo a secretária adjunta de Apoio à Gestão, Keuli Baia, a vigilância monitorada será estendida para essas unidades.

Relatos da comunidade e da Polícia Militar apontam também para redução da criminalidade no entorno da escola. “A redução de furtos nas escolas reflete na eficácia do sistema de vigilância monitorada, que é uma realidade de experiências exitosas em diversos estados do Brasil, além da intensificação e trabalho do policiamento escolar”, destaca a gestora.

A secretária adjunta também reforça sobre o trabalho de conscientização realizado entre gestores, coordenadores e professores das escolas, garantindo que eles auxiliem em ações de prevenção das unidades, como manter portas e portões sempre fechados, áreas externas bem iluminadas e não fornecer senhas dos alarmes.

Por: Minália Trugillo /  Foto: Erich Macias/Seed

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO