Agenda do Servidor: Governo apresenta encaminhamentos para solicitações da categoria Saúde






O governador Waldez Góes mantém o diálogo com as categorias que compõem o funcionalismo público estadual. Na Agenda do Servidor desta sexta-feira, 14, o chefe do executivo e equipe de governo se reuniram com representantes de 13 sindicatos da área da saúde para ouvir solicitações e dar devidos encaminhamentos às demandas apresentadas.

Entre os sindicatos estiveram presentes representantes das categorias de técnicos em enfermagem, farmacêuticos, odontólogos, técnicos em odontologia, nutricionistas, fisioterapeutas, vigilância em saúde e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

“Queremos atender a todas as demandas dos trabalhadores, levando em consideração que há demandas de fácil solução que requerem apenas gerenciamento, articulação e governança. Outras, dependem de questões orçamentárias, financeiras e até posicionamento jurídico. Portanto, queremos manter esse diálogo a cada 30 dias, para sanar os anseio de forma eficaz”, pontuou Góes.

Garantia de Direitos

Um dos primeiros compromissos assumidos com a categoria foi garantir a reativação e resolutividade da Mesa de Negociação Permanente do Sistema Único de Saúde (SUS). O instrumento trata de conflitos e demandas decorrentes relacionadas às condições de trabalho, visando a melhoria da qualidade dos serviços prestados pelo SUS.

Outro encaminhamento dado foi a criação da comissão para estudos de revisão e restruturação do Plano de Carreira, cargos e salários (PCCS) dos profissionais. A secretária de Estado da Saúde em exercício, Clélia Gondim, ressaltou que a legitimidade e fundamentação do processo são garantidas com a participação dos próprios servidores.

“Nós vamos ajustar o que preciso for, de maneira que possamos concluir com uma lei que alcance todos os anseios e direitos dos trabalhadores”, afirmou a secretária.

Inicialmente, a comissão será composta por representantes dos sindicatos e gestores das secretarias de estado da Administração (Sead), Saúde (Sesa) e Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Auxílio Jaleco

O benefício anual é no valor de R$ 1 mil por ano, pago em duas vezes. O governador informou que o cronograma de pagamento, de 2018 e 2019, será apresentado na próxima agenda com a saúde. Também ficou acordado que o cronograma de pagamento de 2020 será efetuado de acordo com o mês de aniversário de cada servidor.

Segurança

A Polícia Militar deverá criar uma patrulha ostensiva hospitalar com policias em viatura padronizada e telefone móvel para atender o chamado em unidades hospitalares. A modalidade de policiamento será específica para garantir a segurança do Hospital de Clínicas Alberto Lima (HCAL), Pronto Atendimento Infantil (PAI) e Hospital de Emergência (HE), que funcionam na região central de Macapá. Além disso, terá a modalidade cartão-programa, com um plantão policial de domingo a domingo nas unidades e entorno, com o apoio da Polícia Civil.

A estratégia é desenvolvida pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e 6º Batalhão. De acordo o tenente- coronel, Cláudio Braga, Chefe da Casa Militar, deverá ser discutida com a Sesa tecnicamente a operacionalidade para o início do serviço.

“A patrulha deverá atuar no horário noturno de 18h às 2h, considerado de maior demanda. Nas horas seguintes, os policias militares farão um plantão de revezamento. Teremos uma escala definida. Essa iniciativa é apenas de reforço, a força policial que já atua na área permanecerá”, explica Cláudio Braga.

Melhoria do Atendimento

A Sesa está em tratativas com o Super Fácil para garantir o funcionamento das barreiras de acesso nas unidades hospitalares.

“O Super Fácil deve disponibilizar pessoal para otimizar o atendimento na recepção das unidades, que atualmente é feito por empresas tercerizadas. A minuta do Termo de Cooperação já está na PGE para análise jurídica”, explicou a secretária adjunta de assistência à saúde, Eliane Heidemann.

Outras demandas

A próxima reunião com a categoria da saúde está agendada para 26 de julho. Na pauta está a proposta de incorporação da Gratificação de Atividade de Saúde (GAS) ao vencimento dos servidores.

Na próxima reunião também será dado um posicionamento sobre melhorias na estrutura do ambiente de trabalho como: iluminação, higienização, entre outras reivindicações.

 

Por: Nathacha Dantas /  Foto: Márcio Pinheiro/Secom

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO