Justiça do AP condena ajudante de pedreiro que tentou matar ex-mulher a facadas por ciúmes

Compartilhe:





Foi condenado a 8 anos, 10 meses e 20 dias de prisão o ajudante de pedreiro Edinelson Menezes Campos, de 35 anos, réu por esfaquear e tentar matar a ex-companheira em 2015. O júri que decidiu pela culpa do acusado aconteceu nesta segunda-feira (16) no Fórum de Macapá.

A sessão durou cerca de 5 horas e Edinelson, que já cumpriu pena por roubo e extorsão, teve a prisão cautelar decretada após o julgamento. Durante o júri, em depoimento, o réu confessou o crime e disse que a influência do álcool e das drogas motivou a violência.

"Estou reconhecendo o meu erro, o que eu fiz, mas o que me levou a fazer isso foi a droga, a bebida, o ciúme. Então, o inimigo me levou a fazer esse crime. Se eu tivesse, como hoje em dia, no meu 'normal' jamais eu cometeria um crime desses", declarou Edinelson no tribunal. O áudio foi disponibilizado publicamente pela Justiça.

A violência que levou às duas facadas contra a ex-companheira eram reiteradas, segundo a acusação. Algumas das acusações anteriores foram negadas pelo réu.

No dia do crime, em 13 de setembro de 2015, Edinelson estava com medida de restrição contra a vítima, e, mesmo assim foi até a casa dela no bairro Congós para tentar matá-la.

O ajudante de pedreiro foi condenado por tentativa de homicídio por motivo torpe e sem chance de defesa da vítima. Como confessou o crime, a pena, que poderia chegar a 16 anos, foi reduzida.

 

Fonte: https://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2019/09/16/justica-do-ap-condena-ajudante-de-pedreiro-que-tentou-matar-ex-mulher-a-facadas-por-ciumes.ghtml / Foto: Victor Vidigal/G1

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA Notcia