Dia Mundial do Diabetes é marcado por atividades de diagnóstico e sensibilização em unidade de saúde

Compartilhe:





O Dia Mundial do Diabetes, celebrado em 14 de novembro, busca sensibilizar a população em geral sobre os perigos da doença. Buscando alertar os usuários, a Secretaria Municipal de Saúde realizou na UBS Rubim Aronovitch a intensificação do diagnóstico por meio da oferta dos exames de glicemia capilar, além de consultas, atividades de educação em saúde, orientações nutricionais e estimulo a atividades físicas.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, no Brasil existem, atualmente, mais de 13 milhões de pessoas vivendo com diabetes e esse número tende a aumentar. No país, as Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), como diabetes, são responsáveis por mais de setenta por cento das mortes, sendo que o excesso de peso é o maior fator de risco para o aumento da doença. “Com base em todo o cenário mundial, uma boa alimentação e a prática regular de atividades físicas podem evitar o surgimento da doença. Por isso o foco maior da atividade é a prevenção. Estamos intensificando o diagnóstico precoce e as orientações aos nossos usuários”, disse a secretária de Saúde, Silvana Vedovelli. 

O aposentado João Amoras descobriu a doença há seis anos e faz o controle na unidade. Ele conta que, desde que conseguiu manter os níveis de glicose, tem levado uma vida normal. “Fui diagnosticado aqui [na UBS]. Assim que tive o resultado, passei a ser acompanhado pela equipe da unidade, que nunca me deixou sem assistência. Hoje, com a doença controlada, eu consigo ter uma vida normal, faço caminhadas todos os dias e sigo a dieta que a nutricionista orientou. Às vezes, dou uma extrapolada, mas sempre com a consciência de que tenho limites”, comentou.  

A prefeitura oferece para a população o tratamento completo gratuitamente em todas as Unidades Básicas de Saúde. Como prevenção, uma gotinha de sangue e três minutos de espera já é possível saber se há alguma alteração na taxa de glicemia. Caso a alteração seja considerável, será necessária a realização de outros exames, mais aprofundados. Para realizar o teste, basta procurar a unidade básica mais próxima.

Diabetes

É uma doença crônica, na qual o corpo não produz insulina ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz. A insulina é um hormônio que controla a quantidade de glicose no sangue. O corpo precisa desse hormônio para utilizar a glicose, que obtemos por meio dos alimentos, como fonte de energia. Quando a pessoa tem diabetes, no entanto, o organismo não fabrica insulina e não consegue utilizar a glicose adequadamente. O nível de glicose no sangue fica alto - a famosa hiperglicemia. Se esse quadro permanecer por longos períodos, poderá haver danos em órgãos, vasos sanguíneos e nervos. (Fonte: Ministério da Saúde)

 

Por Jamile Moreira / Foto: Gabriel Flores

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO