Trans e travestis serão incentivados a buscar atendimentos de saúde

Compartilhe:





Trans e travestis muitas vezes deixam de buscar atendimentos de saúde por medo do preconceito. Para mudar isso, o Governo do Amapá vai promover uma oficina voltada para profissionais da área com objetivo de melhorar o serviço prestado a esse público.

As inscrições gratuitas estão abertas até o dia 29 de janeiro, data de celebração do Dia da Visibilidade Trans. A Superintendência de Vigilância de Saúde (SVS) promove a oficina no dia 30 do mesmo mês.

Segundo o gerente do Núcleo de Vigilância Epidemiológica da SVS, Ivon Cardoso, a atividade é desenvolvida para orientar os profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) sobre as especificidades desse público.

“Muitas vezes, o público trans deixa de procurar os serviços de saúde pública por não encontrar profissionais que entendam as suas demandas. Precisamos mudar isso, rapidamente”, afirmou.

Foram convidados para a acompanhar a oficina os membros dos conselhos Estadual e Municipal LGBT, o Fórum Trans do Estado do Amapá e o Coletivo de Homens Trans do Amapá.

“Além das questões voltadas para o HIV, vamos tratar de forma geral a saúde da comunidade LGBT, que insere também uma discussão sobre o tratamento hormonal das pessoas trans”, explicou Ivon Cardoso.

Durante a programação, o Super Fácil vai emitir RG com nome social do público convidado.

Sobre a oficina

Os profissionais de saúde interessados em participar da oficina devem enviar o nome, contato e profissão para o email: aidsap@gmail.com até o dia 29. A capacitação acontece no dia 30, no Auditório da SVS, localizado na Av. 13 de Setembro, nº 1899, no bairro Buritizal, zona sul de Macapá.

 

Por: Nathanael Zahlouth /  Foto: Arquivo Secom

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA Notcia