Cartório da 11ª Zona Eleitoral de Pedra Branca é ponto de descarte correto de pilhas e baterias

Compartilhe:





A ação faz parte do projeto Logística Reversa do Instituto Federal do Amapá (Ifap)

 

Fernanda Picanço

A coleta seletiva do lixo é uma das mais importantes formas para cuidar do meio ambiente. Alguns produtos não podem ser descartados em lixos comuns por trazer prejuízos à saúde, a exemplo de pilhas, baterias e eletrônicos. Muitos desses artigos contêm materiais pesados e às vezes tóxicos, como mercúrio, níquel e cádmio.

Pensado no descarte correto de pilhas e bateria o Instituto Federal do Amapá (Ifap) – Campus Pedra Branca do Amapari, desenvolveu o Projeto “Logística Reversa: coleta e destinação adequada de pilhas e baterias no município de Pedra Branca do Amapari”, com o propósito de conscientizar a comunidade acerca da coleta e descarte adequado de pilhas e baterias usadas.

O Cartório Eleitoral do Município, apoia a iniciativa e aderiu ao projeto, sendo um dos pontos de coleta de pilhas e baterias, que segue a política de sustentabilidade do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá. Semanalmente, as pilhas e baterias depositadas no Cartório Eleitoral serão recolhidas e, posteriormente, encaminhadas para uma empresa especializada no descarte correto destes materiais.

O Projeto Logística Reversa está sob a coordenação do Professor Orian Vasconcelos Carvalho e das alunas Jucicleide Costa, Maria Nilde, Clemer Mateus , Katia de Araujo e Neudilene Gemaque. O professor Orian informa, que a Política Nacional de Resíduos Sólidos ainda está em estruturação no município. “Antes não havia local para a coleta e, tampouco, para o descarte correto destes materiais, sendo o descarte deste lixo feito de forma inadequada no lixo comum, o que não é certo, pois, ao chegar aos lixões, esses resíduos podem vazar líquidos que contaminam o solo e chegar até rios e lagos, por meio dos lençóis freáticos.” declara.

 

Fernanda Picanço

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA Notcia