Ministro Kassab anuncia melhorias no setor de comunicação no Amapá






O desligamento do sinal de TV analógica, satélite geoestacionário, banda larga e migração das rádios AM para FM foram os principais assuntos expostos pelo Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, nesta sexta-feira, 16, no Palácio do Setentrião, em Macapá. Ele foi recebido pelo governador do Amapá, Waldez Góes, imprensa local, empresários e dirigentes de empresas de comunicação do Amapá. O objetivo foi ouvir, esclarecer dúvidas e anunciar a melhora na qualidade dos serviços de comunicação com as mudanças relacionadas aos temas levantados.

Fim da TV Analógica

Na ocasião, o Ministro Kassab explicou que o processo de desligamento do sinal de TV analógico iniciou em Goiás e depois seguiu para os Estados de Brasília e São Paulo. O procedimento é necessário, uma vez que o governo federal licitou frequência usada pelos canais de TV – de 700 MHz – para uso de internet móvel de quarta geração, o 4G. Ele fez questão de agradecer o empenho do Governo do Amapá e da bancada federal, em nome do deputado Marcos Reategui, para que o processo corresse de forma rápida e eficaz.

"O governador Waldez Góes tem sido muito presente em Brasília e tem acompanhado de perto todas as discussões com vistas a trazer este desenvolvimento para o Estado do Amapá. Nesse sentido, futuramente, vamos ter projetos pilotos importantes no campo da comunicação. Com a liberação da faixa ocupada pela TV analógica, abriremos espaço para melhorar a telefonia móvel e, principalmente, a internet 4G, melhorando o serviço em todo o Estado e afetando também os serviços públicos, que terão mais qualidade", afirmou o ministro.

Ele anunciou, ainda, que de acordo com o cronograma federal, no Estado do Amapá o sinal analógico será desligado no dia 28 de novembro de 2018.

O chefe do Executivo, Waldez Góes, destacou que com a conclusão desses processos, todos os amapaenses poderão ser beneficiados e alcançados. “Queremos ver o ribeirinho, o quilombola, o extrativista e as comunidades mais distantes sendo beneficiadas diretamente com o acesso à internet de banda larga, imagem digital e sinal de rádio FM. Esse processo de desenvolvimento é condicionado à tecnologia e à inovação que permitirá o Estado do Amapá a ser inserido neste contexto”, afirmou Góes.

Satélite Geoestacionário

O Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), lançado em maio, terá uso civil e militar. De um lado, possibilitará acesso à conexão em banda larga a todos os locais do país, sem exceção. De outro, será possível tramitar informações que envolvam a área de defesa e governamental. Responsável pelo desenvolvimento da área espacial nacional, a Força Aérea Brasileira (FAB) será a responsável pela operação e monitoramento do satélite.

“Ele é revolucionário, é o primeiro satélite de propriedade do Brasil. Está na fase final de acomodação e em três meses aproximadamente poderá entrar em operação. Isso irá proporcionar levar a qualquer lugar do país a internet de banda larga”, afirmou Kassab.

Migração das rádios AM para FM

Simultaneamente ao processo de desligamento do sinal da TV Analógica, estão acontecendo as migrações das rádios AM para FM. O ministro esclareceu que esse processo de migração não será obrigatório.

Ele explicou que as rádios AM precisam reduzir a potência de transmissão durante a noite. Na faixa FM a potência é a mesma dia e noite, sendo que a qualidade de transmissão é muito maior.

O pesquisador e gerente de engenharia da Rede Amazônica do Amapá, Flávio Mendes, participou do encontro e falou que o sinal digital em prática irá melhorar e a imagem imediatamente aparecerá na televisões sem os chuviscos. Já com a mudança da faixa de frequência da banda larga o sinal terá uma abrangência maior e mais estável. “Os próprios aparelhos celulares terão suas baterias com menos consumo e poderão operar melhor no sistema 4G de internet”.  

Por: Fabiola Gomes / Foto: Marcelo Loureiro

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO