Governador do Amapá pede o fechamento da fronteira com a Guiana Francesa

Compartilhe:





O governador do Amapá, Waldez Góes, solicitou por ofício ao presidente da República, Jair Bolsonaro, nesta quarta-feira, 18, o fechamento da fronteira do Estado com a Guiana Francesa, onde tem 11 casos confirmados do COVID-19.

A medida buscar restringir o fluxo de entrada e saída de estrangeiros e brasileiros residentes na Guiana, bem como, adote medidas voltadas ao tráfego de indígenas. O departamento ultramarino da França acessa ao município de Oiapoque por meio da ponte Binacional e travessia fluvial. 

O Governo do Amapá tem tentado tratativas nesse sentido com o Ministério da Defesa desde o comunicado oficial da Guiana Francesa sobre confirmações de casos do COVID-19, no dia 4 de março. 

“Essa medida já foi adotada em países como Argentina, Alemanha, Chile e Rússia. É urgente para o Amapá e vai ajudar nas nossas ações de enfretamento ao coronavírus”, ressaltou o governador.

Outras medidas

Waldez solicitou também providências ao Governo Federal a fim de minimizar os impactos socioeconômicos no município Oiapoque, que depende da relação do intercâmbio comercial existente na fronteira com a Guiana Francesa.

O Amapá suspendeu as aulas na rede estadual por 15 dias; implantou leitos de cuidados intensivos; repassou de R$2,7 milhões às prefeituras; instalou o Centro de Emergência em Saúde contra o Covid-19, entre outras medidas preventivas.

 

Por: Andreza Teixeira /  Foto: Bia Reis/Governo do Amapá

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA Notícia