CORONAVÍRUS: PREFEITURA DE MACAPÁ ALTERA EXPEDIENTE DE CALL CENTER APÓS REDUÇÃO DE DENÚNCIAS

Compartilhe:





A partir desta segunda-feira, 6, a Central de Atendimento, criada pela Prefeitura de Macapá para tratar de assuntos relacionados ao novo Coronavírus, atenderá com expediente reduzido. Funcionará de segunda a domingo e feriados, pelos turnos da tarde, das 13h às 19h; e da noite, das 18h à meia-noite. Essa alteração no expediente foi definida após a redução de denúncias.

Inicialmente, o call center recebia em média 500 chamadas semanais. A partir do isolamento social mais rígido (medida adotada pelo Município para conter o avanço da doença), os números começaram a despencar. Pela manhã, caíram consideravelmente, passando de 17/18 para 2/3 ocorrências semanais, o que torna hoje desnecessário o atendimento nesse turno.

Maioria das denúncias recebidas tratava de desrespeito às recomendações para o distanciamento social, do horário de funcionamento de estabelecimentos comerciais e aglomerações de pessoas em via pública. O monitoramento dos dados do Disk Denúncia é essencial para o Município planejar outras ações e medidas de combate à pandemia. Em particular, a análise permite acompanhar quais os principais problemas relatados, em que locais mais se desrespeita as medidas e como o cumprimento delas tem variado nas últimas semanas.

“Aglomeração continua sendo a maior demanda. Em segundo lugar, está o fechamento de algumas lojas no centro comercial, e, em terceiro, o fechamento de bares, que continuam funcionando em horário não permitido. Em junho, com as festas juninas, tivemos muitas denúncias relacionadas a festejos em residências, o que não é permitido. Entretanto, nossa fiscalização está ativa e atendendo a todas as demandas com sucesso, para combater as aglomerações e o avanço da Covid-19 em Macapá”, disse a coordenadora do Disk Denúncia, Naldima Flexa.

As denúncias estão sendo recebidas por meio dos números 98813-9001 98813-9002 / 98813-9003 98813-9004 98813-9005. As ligações são encaminhadas às equipes de fiscalização, que estão distribuídas em diversos bairros da capital.

 

Mônica Silva

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA Notcia