Amapá ultrapassa 40 mil casos de covid-19, mas taxa de recuperação é superior a 70%

Compartilhe:





boletim informativo que traz o cenário do novo coronavírus no Amapá mostra que o número de casos de covid-19 chegou a 40.211 nessa quarta-feira, 19. Ainda assim, o estado possui uma taxa de letalidade de 1.54%, a quarta menor do Brasil e um índice de 70,8% de pessoas recuperadas.

Fatores como as baixas variações nos números de óbitos e de novos casos nos últimos 14 dias mantêm o status de “baixo” nível de transmissão da doença no estado, com pontuação 7, na classificação de risco do Comitê Cientifico do Governo do Estado. As informações são do relatório epidemiológico da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS).

Para manter a redução do contágio, é importante que a população continue adotando as medidas de prevenção à doença, o isolamento social e o uso de máscara quando for necessário sair de casa.

Na última segunda-feira, 17, o governador Waldez Góes alertou que as medidas de flexibilização já adotadas podem ser revistas devido ao aumento de ocupação de leitos – atualmente são 113 leitos ocupados em hospitais públicos e privados.

Taxa de letalidade

O boletim também registrou três novos óbitos, todos ocorridos no dia 18 de agosto, nos municípios de Macapá, Santana e Porto Grande. Contudo, a taxa de letalidade por covid-19 se mantém em 1,54% no Amapá, a quarta menor do país.

Entre os dias 1º e 19 de agosto, foi registrada a média de 0,94 óbitos ao dia – um número menor que as taxas registradas no mesmo período dos meses de maio (10,2), junho (6,84) e julho (2,57). Os dados apontam uma significativa queda nos óbitos.

Taxa de recuperação

O número de pessoas recuperadas é de 28.497, com maiores índices estão nas cidades de Macapá (11.210), Laranjal do Jari (3.210) e Santana (3.144).

O Estado atua na recuperação das pessoas acometidas pelo novo coronavírus, seja por meio de atendimento clínico ou intensivo. A assistência hospitalar é oferecida em centros destinados aos tratamentos de média e alta complexidade de covid-19. Os pacientes também têm acesso ao protocolo medicamentoso.

Taxa de positividade

O Instituto Evandro Chagas (IEC), em Belém, está analisando 2 mil amostras enviadas pelo Governo do Amapá. Elas são do período de 3 a 31 de julho.

Até o momento, 726 resultados foram liberados – destes, 217 foram positivos, o que representa uma taxa de positividade de 29,88%, uma porcentagem muito inferior à de maio que chegou a ultrapassar 75%, ou seja, a cada 10 pessoas que faziam o exame, 7 recebiam resultados positivos para o novo coronavírus.

O Estado também vem atuando para reduzir o número de amostras acumuladas, que hoje em dia é de 2.188 - a quantidade de casos em analise já ultrapassou 10 mil.

 

 Foto: Nathan Zahlouth

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA Notcia