Conferência Estadual das Cidades trata inclusão, participação e justiça social






Diversas autoridades estaduais e municipais, membros da sociedade civil organizada, acadêmicos e gestores participaram da abertura da 6ª Conferência Estadual das Cidades, promovida pelo Governo do Amapá, nesta segunda-feira, 27, no Ceta Ecotel. O encontro tem o objetivo de discutir e elencar propostas para as políticas públicas que refletem na condição de vida das pessoas, atualmente e nos próximos anos.

As secretarias de Estado de Desenvolvimento das Cidades (SDC) e de Infraestrutura (Seinf) são as responsáveis por coordenar a conferência, cujos debates se estendem até o dia 29 de novembro, sob o tema “Função Social da Cidade e da Propriedade: cidades inclusivas, participativas e socialmente justas”.

O prefeito de Itaubal Piririm, Vitor Hugo, na ocasião representando a Associação dos Municípios do Amapá (Ameap), acredita que da conferência sairão sugestões efetivas para assuntos fundamentais tratados nas cidades. “Esta Conferência, assim como a que ocorreu nos municípios ano passado, trata de muitos assuntos atuais e gostaríamos que a participação da comunidade fosse cada vez maior. Nela preparamos nossa terra para o futuro, pois dessas discussões é que surgem ideias para melhoria das condições de mobilidade urbana, acessibilidade e diversos assuntos em voga”, disse o prefeito.

Durante o encontro, o secretário de Estado de Desenvolvimento das Cidades, arquiteto e urbanista Alcir Matos, palestrou abordando as principais ideias de desenvolvimento urbano, como também discutiu o tema da conferência, relacionando à realidade do Estado.

”A conferência dá sequência ao trabalho do governo estadual nos municípios. Vamos continuar agindo em parceria, em sintonia com os interesses e demandas das comunidades. Todas estas propostas discutidas entre os eixos de trabalhos serão encaminhadas para a Conferência Nacional, que acontecerá em 2019. Tenho a certeza que estamos trabalhando arduamente para desenvolver bem nosso papel e que certamente esses são os primeiros passos para uma discussão democrática com a sociedade envolvendo os 16 municípios”, comentou.

A 6ª Conferência Estadual das Cidades é um momento de abrir espaço à sociedade para realizar o debate de mudanças profundas de uma verdadeira reforma urbana, para formular ideias transformadoras, articular esforços e promover a igualdade por todo Amapá. “Trabalhamos na perspectiva de potencializarmos as políticas nacionais e, neste caminho, conquistarmos investimentos para o Estado”, destaca a secretária adjunta da Seinf e membro da comissão executiva da Conferência, Glaucia Maders.  

 Confira a programação:

28 de novembro

08h00 – Apresentação dos Temas/Palestrantes

08h20 – 1ª Palestra: O Brasil Urbano: a cidade que temos

09h00 _ 2ª Palestra: A Função Social da Cidade e da Propriedade: Habitação e ocupação urbana

Palestrante: Arquiteto e Urbanista Adailson Oliveira Bartolomeu – SDC/AP.

09h30 _ 3ª Palestra: O Plano Diretor

Palestrante:

10h20 _4ª Palestra: A Cidade que temos e a Cidade que queremos

Palestrante: Dra. Ana Cláudia Duarte Cardoso – UFPA/PA.

11h00 às 12h00 – Debate e considerações.

14h – Formação dos grupos

14h20 _ Trabalho em grupo

15h30 _ Apresentação das propostas

17h _ Encerramento do segundo dia

29 de novembro

8h00 – Plenária dos segmentos – Eleição dos Delegados da 6ª Conferência Nacional das Cidades.

10h20_ Eleição do Conselho

11h40 – Encerramento Oficial da Conferência.

 

Por: Da Redação .Colaboradores: Andréia Freitas /  Foto: André Rodrigues

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO