Ministro da Embaixada Francesa responde a questionamentos sobre a relação transfronteiriça






Em reunião aberta com os senadores Randolfe Rodrigues e Davi Alcolumbre, os prefeitos de Macapá Clécio Luís, de Oiapoque Maria Orlanda, além de autoridades, pesquisadores e lideranças, o Ministro Conselheiro da Embaixada da França Gilles Pecassou respondeu aos questionamentos dos presentes e relatou avanços no que diz respeito a relação transfronteiriça.
Vários presentes ao evento, como acadêmicos, representantes da prefeitura de Saint George, vereadores do Oiapoque, liderança dos brasileiros radicados na Guiana, bem como as autoridades presentes, levantaram os principais problemas hoje existentes, como a ausência de corpo consular no Amapá, dificuldades para obtenção de vistos, da livre circulação e falta de reciprocidade no tratamento entre as nações.

Segundo o ministro, a expectativa é que em breve seja reaberta a Agência Consular, citou ainda a adequação do processo de retirada de visto para o máximo 10 dias, além da possibilidade de trânsito da documentação do visto via correio e a flexibilização de quem precisa de autorização para pesquisas na Guiana Francesa, que pode ser estendida para cinco anos. 

O senador Randolfe relembrou de pontos que devem ser resolvidos de maneira conjunta, como segurança na área de fronteira, o combate ao tráfico de drogas e pessoas, bem como a questão dos vistos e o tráfego entre os países. “A agenda foi muito proveitosa e deve se estender em ações. As prefeituras de Macapá e Oiapoque vão organizar um documento e será entregue oficialmente e Embaixada com tudo que foi decidido na reunião”, disse o senador.

Também estiveram presentes representantes da Universidade Federal do Amapá, da Prefeitura de Saint Georges, Exército, Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, Polícia Federal e o vereador de Pedra Branca, Jawarauá Waiapi.

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO