Copa do Mundo 2018 com os olhos voltados para a Rússia






É esperado até o final dos jogos que o destino receba mais de 1 milhão de turistas 

 

O país mais extenso do mundo está de braços abertos para receber os apaixonados por futebol que vão conferir de perto cada lance da Copa do Mundo. Como o dobro da extensão do território brasileiro, a Rússia possui uma cultura, história e paisagens fascinantes. Com fachadas monumentais e de muitas cores, o cenário diferente promete muitas emoções que vão além dos estádios de futebol. As cidades russas são lindas, bem cuidadas, com transporte eficiente e arquitetura exótica.

Moscou, a capital, é considerada o coração da Rússia e a “Praça Vermelha” é considerada um dos cartões postais mais famosos do país. Uma curiosidade sobre o nome da praça. Muita gente pensa que o vermelho do nome é por causa dos tijolos do Kremlin ou do grandioso Museu de História. Na verdade, o nome “krásnaya”, vermelho em russo, tem origem na palavra bonita. “Praça Vermelha” significava “Praça Bonita”.

O número de turistas esperados na Rússia para a Copa do Mundo 2018 foi anunciado pelo chefe de gabinete hoteleiro do Departamento de Esporte e Turismo de Moscou.  Visitantes da Europa e da América Latina estão entre os mais esperados. Atualmente, o turismo na Rússia, tanto externo como interno, deixa de focar só nas grandes cidades, como Moscou ou São Petersburgo. Pouco a pouco, os estrangeiros e os próprios cidadãos russos vão ganhando interesse em descobrir outros destinos tão atrativos quanto os mundialmente conhecidos. A copa é uma boa oportunidade. Os jogos acontecem em 11 cidades:  Moscou, Samara, Kaliningrado, Kazan, Nijni Novgorod, Rostov-na-Donu, São Petersburgo, Saransk, Sochi, Volgogrado e Ekaterimburgo.

 

Conheça um pouco mais sobre estas cidades:

Moscou - possui mais de 12 milhões de habitantes e um dos metrôs mais luxuosos do mundo. É essencial visitar a boemia Rua Arbat, o Parque Gorky, a extraordinária Galeria Tretyakov e o Museu Pushkin. E a imensa Praça Vermelha, emoldurada pelos muros do Kremlin, a famosa Catedral de São Basílio, o edifício do Museu de História e o centro de compras GUM.

Samara – é considerada a cidade da indústria aeroespacial russa. O que visitar: o bunker subterrâneo de Stalin, o monumento à nave espacial e o parque natural de Jigulevskie.

Kaliningrado – é famosa por ter tido entre os seus habitantes o filósofo Immanuel Kant, a cidade também é célebre pelo problema das sete pontes de Königsberg, resolvido por Euler em 1736.

Kazan – a capital do Tartaristão (1,2 milhão de habitantes), localizada na confluência dos rios Volga e Kazanka. Essencial visitar: o seu Kremlin, reconhecido como Patrimônio Mundial da Unesco.

Nijny Novgorod - fica a menos de quatro horas de trem de Moscou. Vale a pena conhecer o Kremlin, uma imponente fortaleza do século XVI com quatro portões e 13 torres e a escadaria Chkalovskaya, em forma de oito e com 560 degraus à beira do Volga.

Rostov-na-Donu - É a Capital dos cossacos do Rio Don, a casta guerreira que defendeu as fronteiras da Rússia durante séculos. Confira: a fortaleza Liventsovskaya, passeio fluvial e o monumento ao Prêmio Nobel de Literatura Mikhail Sholokhov.

São Petersburgo - Possui uma beleza arquitetônica, é a antiga capital imperial que permite acompanhar os principais eventos da história do século XX, em lugares como o Palácio de Inverno, onde há pouco mais de um século eclodiu a revolução bolchevique e onde funciona o museu Ermitage, um dos mais importantes do mundo.

Saransk - A capital da república russa de Mordóvia é a menor sede, e tem como epicentro a Praça Sovetskaya. A cidade de Saransk é a sede do Estádio Start e do FC Mordovia Saransk, que participa do Campeonato Russo de Futebol.

Sochi - é um popular destino de férias na costa nordeste do Mar Negro, a única cidade da Rússia com clima subtropical.

Volgogrado - se estende por 65 quilômetros na margem direita do rio mais longo da Europa. Reduzida a escombros na Segunda Guerra Mundial, foi reconstruída no mais puro estilo stalinista, uma espécie de neoclassicismo monumental.

Ekaterimburgo - cidade mineradora e industrial onde os revolucionários bolcheviques executaram o czar Nicolau II e sua família. Não deixe de conhecer: Igreja da Catedral do Sangue Derramado, construída no local onde a família Romanov foi assassinada; o museu Geomineral, com uma coleção única de rochas e minerais; a Casa Sevastyanov, um luxuoso palacete kitsch e o cemitério dos mafiosos.

Bolsas de estudo para Turismo

Conhecer outros destinos é fantástico. Poder apresentá-los para outras pessoas é melhor ainda. Você pensa em trabalhar nesta área? Por que não se especializar com um curso de graduação em Turismo. Ou até mesmo fazer um curso da língua oficial, o inglês e estudar com descontos de até 70% nas mensalidades. Isso é possível pelo Educa Mais Brasil, programa de bolsas de estudo. Para conseguir o benefício basta acessar http://www.educamaisbrasil.com.br/amapadigital.

Vanessa Casaes – Ascom Educa Mais Brasil

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO