BPRE divulga balanço de fiscalizações no Natal e anuncia reforço de barreiras no Ano Novo






O Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) divulgou nesta quarta-feira, 26, o balanço das fiscalizações realizadas nos dias 24 e 25 de dezembro. Segundo o BPRE, houve redução no número de infrações e acidentes em comparação com o mesmo período do ano passado. As fiscalizações fazem parte da Operação Papai Noel, deflagra pela Polícia Militar do Amapá (PM/AP) no início de dezembro.

De acordo com o comandante em exercício do BPRE, major Kássio Souza, houve uma redução de 100% nas infrações relacionadas aos condutores dirigindo sem o cinto de segurança. Este ano, nenhum condutor foi flagrado conduzindo o veículo sem esse equipamento.

Em relação a condutores dirigindo sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH), que costuma ter dados altíssimos neste período caiu 91%. “Em 2017, registamos 36 ocorrências desta natureza, já em 2018, foram apenas três casos”, destacou o militar.

No ano passado, 36 motoristas foram autuados por descumprimento da Lei Seca. Já neste ano foram somente três autuações, uma redução de 91%. Motoristas conduzindo sob efeito de álcool também caiu 91% em relação ao mesmo período do ano passado. “Isso reflete em outras estatísticas, principalmente, no que diz respeito a crimes de trânsito que, em 2017, tivemos dois registros e, este ano, nenhum”, finalizou o major Kássio Souza.

Ano Novo

O Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual também vai intensificar as fiscalizações do dia 31 para 1° de janeiro, nas principais rodovias estaduais. “Estaremos com reforço no policiamento com blitz educativas e repressivas”, anunciou o comandante em exercício do BPRE.

O major reforça a importância dos condutores em dirigir dentro das normas de trânsito, o que ajuda a diminuir as infrações. “Importante que os condutores que forem consumir bebida alcoólica, utilizem outros meios alternativos de transportes ou levem alguém que não vá beber para conduzir o veículo”, alertou.

A Polícia Militar reforça ainda sobre a importância de se manter o veículo com a manutenção em dia, verificando condições de pneus, assim como utilizar os equipamentos de segurança, como o cinto. Outra recomendação é que os condutores não entreguem o veículo nas mãos de quem não é habilitado.

“Ao se deparar com uma blitz, orientamos que o condutor reduza a velocidade e os faróis e, ligue a luz interna. Quem não fizer isso e tentar se esquivar, já desconfiaremos que tem alguma coisa errada”, alertou o militar, acrescentando que é importante que os cidadãos evitem informar outros condutores sobre os locais de blitz, até para evitar que pessoas mal-intencionadas tomem outras vias para escapar das abordagens.

Por: Ailton Leite /  Foto: Irineu Ribeiro/Secom

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO