Mais de 20 empresários do AP são conduzidos pela PM à delegacia por não seguirem decretos

Compartilhe:





Mais de 20 empresários foram conduzidos à delegacia, entre sábado (11) e domingo (12), durante fiscalização da Polícia Militar (PM) do Amapá dos decretos estadual e municipais, que restringem a circulação de pessoas e funcionamento de serviços e estabelecimentos comerciais não essenciais.

Segundo a corporação, eles persistiram em manter os empreendimentos abertos em horário que não estava permitida a venda de produtos, que é após as 19h. O comandante-geral da PM, Paulo Matias, afirmou que foram registrados termos circunstanciados contra eles, que responderão ao crime na Justiça.

Ao todo, 53 pessoas passaram pelo mesmo processo. O número de abordagens ultrapassou 15 mil, desde o dia 22 de março. Ainda de acordo com a PM, mais de 600 pontos de aglomeração foram registrados; a maioria em balneários, como na comunidade do Lontra, no distrito da Pedreira, Zona Rural de Macapá.

 

 

Coronel Paulo Matias, comandante-geral da PM, orienta comerciante — Foto: Polícia Militar/PM

A operação contou com a participação de mais de 3,2 mil policiais militares, de todos os 14 batalhões da PM no estado.

De acordo com o comandante da PM, nesta segunda-feira (13) a fiscalização será redobrada em casas lotéricas e agências bancárias da Caixa Econômica Federal, devido ao pagamento do auxílio do governo federal.

"Caso seja identificada aglomeração, vamos notificar o responsável e mandar que ele se adapte ao decreto na mesma hora. Caso o estabelecimento esteja novamente de forma desorganizada não vai restar outra alternativa a não ser fechá-lo e conduzir o gerente à delegacia", disse o militar.

 

Fonte: https://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2020/04/13/mais-de-20-empresarios-do-ap-sao-conduzidos-pela-pm-a-delegacia-por-nao-seguirem-decretos.ghtml / Foto: Polícia Militar/Divulgação

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO