Isolamento social: Força de segurança intensifica fiscalização no comércio para conter avanço da Covid-19

Compartilhe:





Para aumentar o índice de isolamento social, órgãos de Segurança Estadual, Municipal e Federal iniciaram nesta quinta-feira, 7, uma operação nos principais pontos do comércio de Macapá. O trabalho em conjunto segue de forma intensificada até domingo, 10.

VEJA TAMBÉM: Operação conjunta de órgãos estaduais, municipais e federais vai fiscalizar com mais rigor cumprimento do isolamento social

O objetivo é avaliar o cumprimento do Decreto Estadual nº 1616, que estabelece uma série de medidas de combate e prevenção ao novo coronavírus. Os resultados serão analisados na próxima semana, para subsidiar intervenções e a elaboração de novas estratégias de ações.

VEJA TAMBÉM: Amapá prorroga quarentena e novas regras dão mais rigidez ao isolamento social

Barreiras sanitárias, de fiscalização e trânsito atuarão em diversos pontos de Macapá para reduzir a circulação de pessoas e veículos sem a devida necessidade, além de pontos nos limites municipais.

Neste primeiro dia de operação, as polícias Militar e Civil e órgãos da prefeitura visitam estabelecimentos comerciais que já foram notificados pelo exercício de atividades sem autorização durante a pandemia.

O secretário de Justiça e Segurança Pública, Carlos Souza, explica que, no caso de reincidência, o empreendimento responderá legalmente pela desobediência.

"O trabalho educativo e de conscientização já foi feito durante outras fiscalizações. Se durante as novas rondas identificarmos empresas que já foram notificadas, mas que insistem em funcionar de forma indevida, iremos interditar e caçar o alvará de funcionamento, além de conduzir o responsável à delegacia para responder pelo descumprimento", explicou.

Já na sexta-feira, 8, serão iniciadas inspeções nos estabelecimentos classificados como prestadores de serviços essenciais e, por isso, autorizados a funcionar nesse período. O objetivo é assegurar a adoção de medidas de higiene e proteção de funcionários e clientes.

"Esse grande esforço é muito importante para tentar impedir o avanço da doença no Amapá, visto que parte da população não está obedecendo as recomendações. Diante desse cenário de descumprimento, tivemos que intensificar a fiscalização e adotar medidas mais rígidas", afirmou o gestor da Sejusp.

Combate ao coronavírus

Ações mais intensas se fazem cada vez mais necessárias para a redução do índice de isolamento social no Estado, que atualmente está em 46%, quando o recomendado pelo Ministério da Saúde é de pelo menos 70% de adesão. Esse comportamento dos amapaenses está resultando em outros índices negativos como o fato a cada 10 exames emitidos no Amapá para detectar a covid-19, pelo menos, 7 confirmam a doença.

VEJA TAMBÉM: A cada 10 exames, 7 testam positivos para coronavírus no Amapá

Operação conjunta

Além da participação das polícias Militar e Civil, a operação conta com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS), Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Postura Urbana de Macapá (Semam), Companhia de Transportes e Trânsito de Macapá (CTMac), Guarda Civil Municipal e Polícia Rodoviária Estadual.

O trabalho também conta com o apoio de outros poderes públicos, representados pelo Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap), Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas do Estado.

 

Por: Joyce Batista /  Foto: Divulgação PM

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO