AÇÃO INTEGRADA DA POLÍCIA CIVIL E POLÍCIA MILITAR EVITA FEMINICÍDIO E PRENDE AGRESSOR EM PORTO GRANDE

Compartilhe:





Nas primeiras horas desta quarta-feira, 12, a Polícia Civil do Estado do Amapá, por meio da Delegacia de Porto Grande, em ação integrada com a Polícia Militar, prendeu um homem de 25 anos de idade, acusado pelos crimes de tentativa de feminicídio, cárcere privado e injúria no âmbito da relação doméstica e familiar.

A prisão em flagrante aconteceu na residência do acusado, onde ele já havia desferido dois golpes de faca na vítima e ameaçava matá-la.

De acordo com o Delegado Bruno Braz, a mãe da vítima foi à Delegacia e informou que a filha estava ferida e sendo mantida em cárcere privado.

"Quando a mãe da vítima procurou a Delegacia, de imediato, diligenciamos ao local do fato. Entramos na residência e conseguimos tirar a vítima de lá para receber atendimento médico. O acusado se trancou no quarto com os filhos e, após vinte minutos de negociação, se entregou. O agressor já havia esfaqueado a vítima momentos antes da nossa chegada e só parou quando os filhos, de 2 e 4 anos de idade, começaram a gritar", destacou o Delegado.

O Delegado informou ainda que o acusado manteve a vítima em cárcere dentro de casa, ameaçando matá-la com uma faca e um arpão.

Na Delegacia, o homem preso alegou que não pretendia matar a vítima, porém a vítima relatou que ele já vinha lhe ameaçando desde o início do mês com a intenção de ceifar sua vida.

"Eles viveram juntos por sete anos. Estavam separados há um mês. Ela foi para Macapá no final de julho. Ele ficou ameaçando ela, o que a fez requerer medidas protetivas de urgência em Macapá. No domingo, ele foi em Macapá e trouxe a vítima para Porto Grande à força", finalizou o Delegado.
O preso será encaminhado à audiência de custódia.

 

 Foto: Polícia Civil

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO