Alandy Cavalcante vai presidir a União Brasileira de Municípios (UBAM) no Estado do Amapá 






Eleita para presidir a União Brasileira de Municípios (UBAM), no Estado do Amapá, de 2017 a 2021, Alandy Cavalcante informou que tomará posse na segunda quinzena de outubro, no plenário da Assembléia Legislativa, ocasião em que participará de importante Sessão Especial que discutirá os mais graves problemas que afligem os municípios amapaenses, por falta de recursos e de atenção do governo federal. O evento contará com a presença de prefeitos e integrantes da bancada federal.

A escolha de Alandy foi realizada durante reunião da executiva nacional da entidade municipalista, que possui sede nacional em Brasília e sedes regionais nos demais estados.

Segundo o presidente nacional da UBAM, o paraibano Leo Santana, que é especialista em gestão pública, a escolha de Alandy reforçará ainda mais o movimento municipalista que se faz presente em todos os municípios brasileiros, para continuar a luta da instituição em prol do fortalecimento dos municípios, através das propostas que tramitam no congresso nacional, principalmente a que prever a reformulação do pacto federativo, para que as prefeituras tenham a garantia do mesmo percentual de repasses de recursos que os Estados recebem, em torno de 25%, através do Fundo e Participação dos Municípios (FPM).

A UBAM é uma das mais importantes e aguerridas associações municipalistas do país, com histórico de grandes conquistas no congresso nacional e junto ao governo, a exemplo do projeto de criação de zonas francas, interiorização do desenvolvimento, capacitação de gestores, orientação aos prefeitos sobre os recursos que eles podem dispor nos ministérios, bem como na geração e emprego e renda, através de ações conjuntas com o Sebrae, Funasa, Banco do Brasil e BNDES.

Alandy é Geógrafa, graduada pela Universidade Federal do Ceará (UFCE). Atuou em Pesquisas no Zoneamento Ecológico e Econômico (ZEE), de 1997 até 2002. Foi Assessora Especial de Governo, no Governo do Estado do Amapá, na coordenação do Plano de Governo Ambiental do Estado, com o Corredor de Biodiversidade do Amapá. É autora do Plano de Biodiversidade, denominado de Corredor de Biodiversidade. Foi Coordenadora de Cooperação Internacional com o Japão e França. Responsável por projetos sustentáveis em prol das comunidades e populações tradicionais.

A nova presidente da UBAM, no Amapá, é mestre em Desenvolvimento Sustentável, Gestão e Políticas Públicas (UNB). Coordenou projetos de energia renovável, em parceria com a Universidade Nacional de Brasília (UNB), em benefício das comunidades Ribeirinhas, como também junto ao Ministério de Minas e Energia e Universidade de Brasília e Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ.

A frente da União Brasileira de Municípios (UBAM), a presidente instalará a Sede Estadual, em Macapá, objetivando atender os prefeitos amapaenses, com a importante missão de representar os municípios, facilitando acesso a projetos de saneamento básico, meio ambiente, tratamento de resíduos sólidos, instalação de estações fotovoltaicas, para geração de energia limpa e também captação de recursos para as 16 prefeituras do Amapá.

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO