Waldez defende investimentos em governança territorial, bioeconomia e infraestrutura na Amazônia

Compartilhe:





Investimentos em governança territorial, bioeconomia e infraestrutura para a Amazônia foram defendidos pelo governador do Amapá, Waldez Góes, nesta sexta-feira, 4, durante palestra virtual no 11º Congresso GIFE – Grupo de Institutos, Fundações e Empresas. O chefe do executivo amapaense participou como presidente do Consórcio Interestadual da Amazônia Legal.

“Para garantir o desenvolvimento da região, os estados estão realizando investimentos em governança territorial e ambiental, diminuindo assim o espaço para as atividades ilícitas. Além disso, temos outras frentes de investimentos em bioeconomia e Infraestrutura, visando potencializar as vocações e gerar oportunidades para quem vive na região”, destacou Góes.

A 11ª edição do congresso foi uma oportunidade para fortalecer a filantropia e pactuar iniciativas empreendedoras sustentáveis. O diálogo também buscou ampliar a cooperação na preservação ambiental e na proteção dos povos tradicionais.

O encontro também marcou o início do ciclo de trabalho da iniciativa “ISP pela Amazônia”, que buscará mapear e sintetizar diretrizes para a atuação reforçada dos atores filantrópicos no país em favor da região, com a produção de um guia de ação por ser lançado durante o encontro presencial do Congresso em março de 2021.

GIFE

O GIFE é uma plataforma para o fortalecimento da filantropia e do investimento social privado no Brasil que, há 25 anos, atua por meio da articulação de um ecossistema com representantes de diferentes setores, promovendo colaboração entre as organizações, produzindo conhecimento a partir de pesquisas, análises, e debates, e buscando referências inovadoras para o constante aprimoramento e fortalecimento do setor.

O congresso do GIFE é considerado o maior encontro sobre Investimento Social do Brasil. Realizado bienalmente, desde o ano 2000, o Congresso GIFE reúne as principais lideranças do setor, dirigentes de organizações da sociedade civil, acadêmicos, consultores e representantes de governos. Este espaço diversificado tem como missão proporcionar aprendizado, relacionamento e trabalho colaborativo entre os diversos atores envolvidos em ações sociais, culturais e ambientais.

 

Por: Gabriel Dias  /  Foto: Marcelo Loureiro / Secom

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO