GEA constroi meio-fio, calçamento e implanta sinalizações em Santana






O Governo do Estado do Amapá (GEA) iniciou a última fase das obras do Plano de Mobilidade Urbana no município de Santana, que foi contemplado com 23 km de pavimentação, drenagem, terraplenagem, meio-fio e sinalização. Os serviços seguem, agora, com a construção de meio-fio, calçamento e implantação de sinalizações verticais e horizontais.

Essa fase do projeto inclui a elaboração e implementação do sistema binário, que consiste em transformar vias paralelas de mão dupla em ruas com um único sentido, dando mais fluidez ao tráfego de veículos. Outro benefício é a implantação das ciclovias e ciclofaixas, possibilitando melhor segurança e acessibilidade aos pedestres, ciclistas, motoristas, motociclistas e transporte coletivo.

De acordo com o secretário de Estado de Transporte (Setrap), Benedito Conceição, a expectativa é de que os serviços sejam concluídos até o final de maio. “Essa é a terceira e última fase dos serviços que estão sendo executados pela empresa licitada”, frisou.

Na avenida 7 de Setembro, no bairro Paraíso, o comerciante Manoel França Portela afirmou que a obra só trouxe benefícios para os moradores e empreendedores do local.

“Essa rua era intrafegável, quando chovia a gente tinha que fechar o comércio por causa da água e da lama. Mas agora está melhor. Foi bom para os moradores e para a gente que tem comércio aqui”, comemorou Portela.

O autônomo Edilson do Santos, achou excelente a implantação da ciclofaixa na avenida, o que já apresentou melhorias no trânsito.

“Nós que andamos de bicicleta, agora temos um espaço próprio para trafegar e não precisamos mais disputar espaço com os carros e motos. Isso vai evitar acidentes e melhorar nossa locomoção”, analisou Edilson dos Santos.

O aposentado Sebastião Pacheco, que mora na avenida 7 de Setembro há 30 anos, conta que a obra resultou em uma mudança significativa para os moradores que, agora, podem se locomover com facilidade na via. “Essa obra mudou nossa realidade. Hoje, a rua ganhou vida, está mais movimentada”, observou.

Além da 7 de Setembro, os serviços contemplam outras ruas como a Presidente Costa e Silva, Abílio Rodrigues, Adálvaro Cavalcante, Euclides Rodrigues, Everaldo Vasconcelos, Pastor Sozinho, Presidente Tancredo Neves, Deodoro da Fonseca e Presidente John Kennedy. Além das Avenidas Castelo Branco, das Nações, Dom Pedro I, Princesa Izabel, Rio Branco e Stélio de Oliveira.

Mobilidade Urbana

O Plano de Mobilidade Urbana de Santana está sendo executado desde 2015, no município, e contempla os serviços de terraplenagem, drenagem, pavimentação, ciclovia e sinalização horizontal e vertical de 16 perímetros entre ruas e avenidas da cidade. Serão 23.200 km de extensão reestruturados. A obra está orçada em R$ 38 milhões.

Um dos diferenciais da obra, foi a execução de serviços de drenagem superficial - que visa afastar as águas que escoam sobre a superfície da ruas e avenidas - e a drenagem profunda - dispositivos subterrâneos que evitam que a água atinja o pavimento ou a superfície das ruas.

O plano foi elaborado pelo Governo do Amapá, sendo coordenado pelas Secretarias de Desenvolvimento das Cidades (SDC), Transporte (Setrap) e Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AP).

Por: Gabriel Dias /  Foto: Gabriel Dias/Secom

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO