Governo do Estado apresenta plano estratégico de segurança para as eleições em Macapá

Compartilhe:





Serão quase 1.500 agentes nas zonas urbana e rural da cidade. A Polícia Militar estará presente em todos os 141 locais de votação.

O Governo do Amapá, por meio da Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp), em parceria com as forças policias federais e o Exército Brasileiro, apresentou nesta terça-feira, 24, ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o planejamento estratégico de segurança para o 1° turno das eleições municipais em Macapá, que acontecem em 6 de dezembro.

Em uma ação integrada, 1.467 agentes de segurança estarão nas ruas da cidade, inclusive na zona rural, para garantir que os processos de votação e apuração ocorram com toda tranquilidade.

Durante a apresentação, o governador do Amapá, Waldez Góes, destacou a necessidade da integração de todos que processo exige.

"Esse é um plano integrado dos órgãos de segurança e defesa para os procedimentos do pleito eleitoral, para que o TRE tenha a segurança para a garantia soberana do direito do povo macapaense", disse o governador.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá, desembargador Rommel Araújo, destacou o trabalho feito pelo Governo do Estado para garantir a realização das eleições nos 15 municípios e agora para a capital.

"Agradeço a forma como o governador Waldez conduziu essa crise que refletiu nas eleições. Reforçando a nossa certeza e confiança no trabalho desses órgãos e o esforço que está sendo feito para garantir a segurança no primeiro turno das eleições. Desejamos eleições tranquilas e seguras", afirmou o presidente do TRE.


Todos os 141 locais de votação terão a presença da Polícia Militar (PM/AP).

Integram o efetivo:

736 policiais militares

100 policiais civis

28 bombeiros

155 agentes do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen)

24 agentes do Grupo Tático Aéreo

Agentes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) vão realizar a Operação Lei Seca nas ruas e avenidas da cidade. 

Outras instituições que compõem o efetivo são: o Exército Brasileiro, a Polícia Técnico- Científica (Politec), a Polícia Federal (PF), a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e a Guarda Municipal de Macapá. Também fará parte a Coordenadoria de Inteligência e Operações Policiais (CIOP) da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp). 

Os serviços de inteligência dos órgãos trabalharão em conjunto para identificar possíveis ações que atrapalhem o pleito eleitoral.

Os agentes irão atuar utilizando 126 viaturas, entre elas, 12 embarcações do Corpo de Bombeiros do Amapá, que estarão posicionadas em pontos estratégicos no rio, e 1 helicóptero e 1 avião do GTA, além de  1 carro-guincho do Detran.

Ascom GEA: Texto: Anne Santos/ Foto:Márcio Pinheiro
 

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO