Governo mantém medidas de proteção à vida e recomenda às prefeituras intensificar fiscalizações

Compartilhe:





Com a ocupação de 100% dos leitos em Laranjal do Jari e casos suspeitos da variante da covid-19 em investigação, as medidas restritivas foram mantidas no Amapá. No novo decreto assinado na tarde desta segunda-feira, 15, governador Waldez Góes, após reunião com o Centro de Operações e Emergência e Saúde Pública (Coesp), foi recomendado ainda aos prefeitos a intensificação dos cuidados e reforço nas fiscalizações da restrição de aglomerações. O documento é válido até 22 de fevereiro. 

O Amapá ocupa a classificação moderada, marcado com a cor laranja – resultado das medidas adotadas de enfrentamento e investimentos na ampliação da rede de atendimento à pacientes com covid-19.

Mesmo com todo o trabalho, foi registrado o aumento de 14 para 16 pontos na classificação, a velocidade no crescente do número de internações em Laranjal do Jari, assim como o crescimento na taxa de ocupação dos leitos, são alertas para que medidas de flexibilização não sejam adotadas no momento, e que as medidas restritivas permaneçam adotadas pelas prefeituras e com fiscalizações intensas.

De acordo com o boletim desta quinta-feira, são 135 novos casos, sendo 70 em Macapá, 18 em Santana, 18 em Oiapoque, 17 em Laranjal do Jari, 5 em Vitória do Jari, 4 em Ferreira Gomes e 3 em Amapá. Também há o registro de quatro novos óbitos no boletim de hoje, todos ocorridos no mês de fevereiro, em Macapá.

Em videoconferência com as prefeituras, o chefe do Executivo estadual apresentou os resultados do boletim epidemiológico da semana e alertou sobre o novo cenário.

“Vamos manter rigorosamente as medidas de proteção à vida no decreto estadual e recomendo que todos os prefeitos, em razão do que já dialogamos, sigam as medidas e intensifiquem as fiscalizações”, afirmou o governador.

Portanto, estão suspensas, conforme decreto: atividades em clubes de recreação, bares, boates, teatros, casas de espetáculos, casas de shows, centros culturais, balneários públicos e privados com acesso ao público, clubes sociais e outros empreendimentos similares, incluindo eventos realizados em embarcações;

Também seguem proibidas competições de esportes coletivos e eventos em estádios de futebol, ginásios, quadras poliesportivas, praças e/ou outras atividades que provoque aglomeração de pessoas.

Permanece a limitação de horário de circulação de pessoas em praças, calçadas e logradouros públicos, a partir das 22 horas, com exceção de atendimento médico ou serviço público considerado essencial.

Já os estabelecimentos comerciais podem funcionar até as 22 horas. Atrações musicais em restaurantes e lanchonetes somente voz e violão. Shows, música com banda e som mecânico, ambientes internos e externo de pista de dança não são permitidos.

Veja mais recomendações no decreto clicando aqui

Participaram da videoconferência as prefeituras de Santana, Mazagão, Amapá, Tartarugalzinho, Cutias, Porto Grande, Laranjal do Jari, Vitória do Jari e Calçoene. Macapá, Pracuúba, Itaubal, Ferreira Gomes, Serra do navio, Pedra Branca e Oiapoque não participaram do encontro.

Força-tarefa Jari

Com 100% dos leitos clínicos de Laranjal do Jari ocupados, o Governo do Estado do Amapá já adotou medidas para ajudar o município.

  • Equipe do Governo do Amapá enviada ao município
  • Caminhões com oxigênio triplicando a capacidade de atendimento
  • Preparativos para transferência de 6 pacientes para a capital
  • Ampliação de leitos no hospital de Laranjal do Jari
  • Providências para a instalação de Usina de oxigênio no Jari

 

 

Por: Anne Santos /  Foto: Márcio Pinheiro

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO