Sesa ampliará o call center para agendamento de consultas com especialistas

Compartilhe:





Para agilizar os serviços de agendamento de consultas especializadas, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) contará com mais oito servidores cedidos pelo Super Fácil para reforçar a equipe de call center, que é responsável por informar aos usuário da lista de espera, via telefone, sobre local, data e horário da consulta. Os servidores já estão em treinamento e a previsão é de que a partir do dia 27, próxima segunda-feira, já estejam compondo a equipe.

De acordo com o chefe do centro ambulatorial de especialidades, Alex Santos, com o número maior de servidores, será possível contatar por telefone mais que o dobro de usuários para o agendamento de consultas. "O quantitativo de funcionários não era suficiente para atender a meta de 600 ligações diárias. Com o número maior de telefonistas pretendemos diminuir em até 50% a lista de espera, num prazo de dois meses”, afirma Alex.

Anteriormente o call center contava com apenas quatro telefonistas que atendiam nos dois turnos, agora serão nove atendendo no período da manhã e cinco à tarde. Além das ligações, no CAE que fica localizado no Hospital de Clínicas Dr. Alberto Lima (HCAL), acontecem os agendamentos das consultas de prioridades exclusivo para pacientes do Programa de Tratamento Fora Domicílio (TFD), da Nefrologia e oncológicos.

Para que os funcionários cedidos pelo Super Fácil estejam aptos para exercer a função, a Sesa, está capacitando, com informações gerais sobre o Sistema Nacional de Regulação (Sisreg), e técnicas de atendimento ao usuário

Atendimento

Para inserir o nome na lista de espera para consultas com especialistas, em Macapá, o usuário deve se dirigir a um dos boxes das unidades de Super Fácil da zona oeste, zona norte, Beirol e Novo Buritizal, portando obrigatoriamente, cartão do SUS,  Carteira de Identidade, encaminhamento médico e comprovante de residência. Para inserir o nome de terceiros, é preciso comprovar até segundo grau de parentesco.

A Sesa reforça a importância de todos os dados do cartão do SUS estarem atualizados, principalmente o número de telefone, para que a equipe do call center possa contatar o usuário da lista de espera.

 

Por: Jamylle Nogueira /  Foto: André Rodrigues/Sesa

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO