Campanha de vacinação contra gripe é iniciada no Amapá






A Prefeitura de Macapá iniciou nesta segunda-feira, 17, em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), mais uma edição da Campanha de Vacinação contra o Vírus Influenza, causador da gripe. O Município recebeu 90 mil doses para imunizar as pessoas que compõem o grupo prioritário, que este ano terá cronograma específico para cada grupo, iniciando pelos trabalhadores de saúde.
 
Até 21 de abril, a vacinação acontece somente para os profissionais de saúde, que, no ato da vacinação, devem apresentar carteira profissional ou declaração do órgão em que trabalha. “Este ano, a campanha tem um período estipulado para cada grupo prioritário para evitar tumulto e grandes filas nas UBS’s. Temos uma quantidade suficiente de vacina e nenhum caso de H1N1 registrado em 2017”, informa a coordenadora municipal de Imunização, Jorsette Cantuária.
 
A novidade desta edição é a inclusão de professores de escolas públicas e privadas, que estejam em sala de aula, no grupo prioritário. Além deles, a vacinação é disponibilizada para bebês a partir dos seis meses e crianças menores de cinco anos de idade, idosos a partir dos 60 anos, gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filhos nos últimos 45 dias), pessoas com doenças crônicas, população privada de liberdade, trabalhadores do sistema prisional e adolescentes de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas.
 
Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais deverão apresentar documentos como laudo médico, receita, carteirinhas dos programas de saúde, prescrição médica ou outro documento que comprove a sua condição clínica para receber a vacina. Crianças a partir de seis meses que nunca foram imunizadas contra a Influenza precisam receber duas doses com intervalo de 30 dias entre elas.
 
Confira o cronograma:
* 17 a 21 de abril - trabalhadores da saúde
* 24 de abril a 5 de maio - crianças de 6 meses a menores de cinco anos, gestantes, puérperas, indivíduos com 60 anos ou mais e povos indígenas;
* 8 a 26 de maio - portadores de doenças crônicas, professores, profissionais do sistema prisional, população privada de liberdade e adolescentes de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas;
* 13 de maio - Dia D de Mobilização Nacional;
* 24 de maio a 5 de junho - 2ª dose das crianças.
 
Por Jamile Moreira

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO