Novos profissionais reforçam o atendimento no Hospital Estadual de Oiapoque






O Hospital Estadual de Oiapoque ganhou um reforço com a contração de 15 novos profissionais de saúde entre médicos, enfermeiros, biomédicos, técnicos em enfermagem, radiologista, nutricionista e farmacêutico. Com o aumento do quadro de pessoal, o governo do estado garante assistência à população com atendimento especializado e de urgência e emergência.

Pela primeira vez, ortopedista e anestesistas farão parte da equipe médica, o que permitirá o atendimento de traumas e cirúrgico, sem a necessidade de deslocar o paciente até a capital. O hospital conta também com profissionais especializados em exames de imagem (raio-X) e de análises clínicas.

Entre os profissionais contratados estão um ortopedista, um obstetra, dois anestesistas, um clínico geral, dois enfermeiros, dois biomédicos, dois técnicos em enfermagem, um farmacêutico, um nutricionista, um técnico em laboratório e um radiologista.

"Essas contratações evidenciam o empenho do governador Waldez em aprimorar o atendimento à população do município de Oiapoque, considerando a distância da cidade até a capital. A nomeação de profissionais qualificados contribuirá para as melhorias, em termos quantitativos e qualitativos, fortalecendo o vínculo, não somente do médico com o município, como também com os pacientes, melhorando, assim, a assistência médica prestada", ressaltou o secretário de Estado da Saúde, Gastão Calandrini.

Atualmente, o hospital oferece cerca de 30 tipos de procedimentos, que variam dos mais simples como vacina, curativos, sutura, aos mais complexos como cirurgias e partos. Na área de análises clínicas, 16 tipos de exames são ofertados aos usuários que também contam ultrassonografia e raio X, além de medicamentos.

Em 2016, foram contabilizados 64.823 atendimentos na unidade, sendo que, desses, 309 direcionados à população indígena. Além dos moradores de Oiapoque e indígenas, a unidade também atende estrangeiros, principalmente de São Jorge, cidade da Guiana Francesa que faz fronteira com Oiapoque.

Por: Poliana Tavares / Foto: Marcio Pinheiro

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO