UNIFAP responde solicitação do Governo para uso do HU no tratamento da COVID-19

Compartilhe:





 O Hospital Universitário poderá oferecer UTI e 30 novos leitos de sobrevida.

A Administração da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) prossegue o diálogo com o Governo do Estado do Amapá, após solicitação de instalações parciais do Hospital Universitário (HU) para ajuda no combate à pandemia do COVID-19. Por meio do Ofício n. 028, de 18 de março, o Governador Waldéz Góes solicita parte das instalações do HU para o tratamento de pacientes acometidos pelo Novo Coronavírus (COVID-19). O Estado registra atualmente dez casos confirmados da COVID-19, 229 casos descartados e monitora 383 suspeitos, em 11 municípios (Dados de 31/03/2020 – Boletim Epidemiológico).

Em resposta ao Ofício do Governo, – após estudos de viabilidade da solicitação, o reitor da UNIFAP, Prof. Dr. Júlio César Sá de Oliveira, apresentou por meio do Ofício n. 406/2020 – Gabinete da Reitoria, a proposta de Cronograma de Execução e Orçamento necessários para utilização da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e demais espaços como farmácia e vestiários. O orçamento prevê, ainda, os serviços de correções necessárias após a devolução dos espaços a UNIFAP.

A Administração da UNIFAP aguarda resposta do Governo sobre o repasse do orçamento necessário para finalização das obras dos espaços solicitados do HU, que estariam prontos para uso em 20 dias.

Espaços solicitados pelo Estado

Para o tratamento e combate ao Coronavírus no Amapá, o Estado solicita instalações parciais do Hospital Universitário. Estão inclusos no pedido o pavimento térreo: ambientes da farmácia, almoxarifado geral e vestiários, e no primeiro pavimento, conjunto de box para instalação de UTI e disponibilização de 30 novos leitos de sobrevida, equipado com ventilação mecânica.

“Quanto ao gerenciamento de resíduos de saúde, o fornecimento de cilindros de gases medicinais, esgotamento de fossas, contas de energia e água, locação do grupo gerador, limpeza, vigilância presencial e vigilância sanitária, estes ficarão a cargo do Governo do Estado do Amapá”, esclarece o Ofício da Reitoria da UNIFAP.

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA Sade