Lavanderia no Hospital de Oiapoque eleva capacidade para cirurgias e diminui riscos






O Governo do Estado do Amapá (GEA) inaugurou nesta terça-feira, 21, a lavanderia hospitalar do Hospital Estadual de Oiapoque (HEO). Com a implantação a unidade terá a capacidade de aumentar o número de cirurgias de baixa e média complexidade, já que agora conta com o suporte de rouparia esterilizada para o centro cirúrgico, o que vai evitar o deslocamento de pacientes para a capital.

A lavanderia está apta para atender toda a demanda gerada pelo hospital, pois trabalha com a capacidade de quilos versus número de leitos, assim sendo capaz de fornecer 1 mil quilos diários de rouparia.

Em visita ao município, o secretário de Estado de Saúde, Gastão Calandrini, ressaltou que a lavanderia irá diminuir para zero o risco de contaminação através da rouparia hospitalar.

“O setor atende a todos os parâmetros das resoluções e legislações exigidas pela Vigilância Sanitária e entrou para o hall de unidades qualificadas por possuir uma hotelaria hospitalar credenciada nacionalmente. Estamos garantindo para os usuários o fornecimento e processamento das roupas hospitalares, esterilização das roupas cirúrgicas, readequação do espaço físico, além do fornecimento de maquinário de última geração”, explicou.

Também foi entregue um novo aparelho de raio-x para a unidade, a instalação do equipamento deverá ser concluída até o final de novembro.

Ouvidoria

Na oportunidade também foi inaugurada a Ouvidoria do HEO. Que é o canal de comunicação entre o cidadão e a gestão, através da qual é possível fazer denúncias, reclamações, tirar dúvidas, pedir informações sobre consultas e exames, além de elogios e sugestões para a melhoria e eficiência do serviço.

A ouvidoria funcionará de segunda a sexta, das 8h às 12h e de 14h as 18h.

Sala de Baciloscopia

Durante a visita, a Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) liberou o alvará para a conclusão da sala de baciloscopia que irá funcionar dentro do Hospital.

A sala especializada no diagnóstico e controle da tuberculose será responsável pela análise laboratorial através do exame de baciloscopia direta (BAAR no escarro) é uma parceria entre o GEA, que fornecerá o espaço no hospital, e a Prefeitura Municipal de Oiapoque (PMO), que será responsável por colher o material para análise das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e por fornecer os medicamentos para tratamento dos pacientes.

O município será o primeiro a receber a sala especializada, atualmente o Centro de Referência de Doenças Tropicais (CRDT) é responsável por fornecer o diagnóstico da doença em todos os 16 municípios.

Por: Claudia Cavalcanti / Foto: Ascom Sesa

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO