Clínica da Vida completa 1 ano com mais de 6 mil sessões de hemodiálise realizadas






A Clínica da Vida Lourival Duarte Brandão, em Santana, completou um ano de funcionamento no último dia 30 de junho contabilizando mais de 6 mil sessões de hemodiálise realizadas. A Clínica é a segunda unidade de nefrologia do Amapá, o que descentralizou e expandiu o serviço de hemodiálise do Hospital de Clínicas Dr. Alberto Lima (Hcal).

Com 14 máquinas de hemodiálise de última geração, em 1 ano, a unidade aumentou de 24 para 58 o número de pacientes renais crônicos que fazem tratamento na Clínica, que funciona de segunda a sábado nos turnos da manhã e noite, sendo o terceiro turno reservado apenas para casos de emergência.

Segundo a responsável técnica pela Clínica da Vida, enfermeira Leila Nazaré da Silva, a unidade foi um sonho realizado tanto pelos profissionais quanto pelos pacientes.

“Nós conseguimos dar maior comodidade aos nossos pacientes, que, em sua maioria, residem em Santana. Damos um atendimento diferenciado, aqui procuramos sempre manter o atendimento humanizado, a equipe é muito boa, tudo isso foi pensado para um atendimento de qualidade para o paciente”, disse.

A obra iniciou em maio de 2014, mas foi paralisada em novembro do mesmo ano. Com a necessidade de adequações e serviços complementares, ausentes no projeto inicial, a construção foi retomada pela gestão do governador Waldez Góes em setembro de 2016. A unidade de nefrologia de Santana teve um custo total de R$ 1.762.211,99, recurso exclusivo do tesouro estadual.

Além de pacientes de Santana, a Unidade atente moradores de Mazagão e comunidades ribeirinhas do Amapá e Pará. A equipe de atendimento conta com três médicos, dois fisioterapeutas, uma assistente social, além da equipe de enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Há dois anos tendo as sessões de hemodiálise como parte da sua rotina, a agente de portaria Maria de Fátima dos Santos, de 60 anos, conta que é muito bom poder fazer o procedimento tão perto de casa.

“Melhorou muito a minha vida. É muito bom não ter mais que me deslocar para Macapá para fazer o meu tratamento. Gosto muito do atendimento aqui, são todos muito atenciosos”, finalizou.

Por: Claudia Cavalcanti /  Foto: André Rodrigues / Sesa

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO