Prefeito assina ordem de serviço para construção do novo Centro de Internação e Reabilitação de Covid-19 de Macapá


A capital terá um local de referência para o atendimento de casos da doença. A cerimônia de assinatura da ordem de serviço aconteceu nesta sexta-feira (17).m


Macapá terá um espaço exclusivo para os serviços de triagem, diagnóstico, tratamento e reabilitação de pessoas acometidas pela Covid-19. A ordem de serviço para a construção da obra do Centro de Internação e Reabilitação foi assinada na tarde desta sexta-feira (17). A cerimônia aconteceu no espaço do prédio da antiga subprefeitura da zona norte.

“O Centro de Internação e Reabilitação de Covid-19 será a nossa referência ao atendimento, tratamento e, principalmente, na reabilitação após a doença. Nós vimos que muitos pacientes que foram acometidos com o vírus precisavam realizar fisioterapia e não tinham acesso a esse serviço. Então, o centro vai suprir todas essas demandas”, destaca o prefeito Dr. Furlan.

O centro vai ser construído no espaço que ficava o prédio da subprefeitura da zona norte. O lugar estava sob responsabilidade da União e, após tratativas da Secretaria Municipal de Ordenamento Urbano (Semhou), foi cedido ao Município.

“Hoje estamos dando início a primeira obra que fará parte do complexo de saúde da Prefeitura de Macapá. Nesse espaço, também construiremos o Pronto Socorro e a Maternidade Municipal”, completa o chefe do executivo municipal.

O Centro de Internação e Reabilitação de Covid-19 é um serviço de média complexidade previsto pelo plano de governo e referenciado no Programa de Saúde e Assistência do Cidadão (ProBem+).

  • Foto: Adevaldo Cunha

  • Foto: Adevaldo Cunha

Recurso
A obra está orçada em R$ 14,3 milhões, sendo que R$ 13,3 milhões são oriundos de saldo da emenda impositiva de bancada federal do ano de 2019 e R$ 1 milhão é de contrapartida municipal.

Estrutura
O centro terá recepção, sala de triagem, consultórios indiferenciados, sala de coleta, farmácia, posto de enfermagem, sala amarela dedicada a observação dos pacientes, 35 leitos clínicos e 10 leitos de estabilização no padrão de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com suporte respiratório e respirador eletrônico. Além disso, terá um espaço dedicado a reabilitação do paciente com boxes de fisioterapia e sala de cinesioterapia.

O centro também comportará banheiros, copa, salas de administrativo, arquivo, vestiário feminino e masculino, assim como espaço para descanso dos profissionais, lavatório, espaço de esterilização, armazenamento, higienização e preparo de equipamentos.

Obra
A obra será executada pela Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Semob) e seguirá o modelo construtivo – a partir de painéis pré-moldados – utilizada em todas as edificações iniciadas em 2021 na área da saúde. Esse modelo reduz o tempo de construção, além de ter material termoacústico que garante isolamento térmico.

“Esse modelo de construção é muito ágil e tem funcionado na nossa gestão, um exemplo é das UBSs [Unidades Básicas de Saúde] Padre Raul Matte e Pantanal. Nós montamos toda a estrutura do piso e apenas encaixamos os painéis que já vêm prontos. Nesse caso, a estimativa é de quem em seis meses entregaremos o Centro para a população”, afirma o subsecretário municipal de Obras, Ivy Vasconcelos.

 

Por Laiza Mangas

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO