Governo incentiva desenvolvimento científico com entrega do Prêmio Robério Nobre para pesquisadores


Estado reconheceu o trabalho de 20 pesquisadores com incentivo financeiro que será destinado a projetos inovadores.


O Governo do Amapá reconheceu nesta quarta-feira, 13, o trabalho de 20 pesquisadores com a entrega do Prêmio de Ciência, Tecnologia e Inovação Láurea - Robério Nobre. Cada um deles recebeu um cheque de R$5 mil para investir em projetos científicos inovadores. O objetivo é estabelecer uma política pública permanente para o desenvolvimento de projetos e ações científicas no Amapá.

Para participar da premiação, os pesquisadores se inscreveram em um processo seletivo, lançado em setembro, que foi elaborado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Amapá (Fapeap) e Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia (Setec). 

Os prêmios foram entregues a categorias como: pesquisador destaque, pesquisador inovador, profissionais da comunicação, empresa destaque em inovação e projeto científico inovador. Os classificados em 1º lugar em cada categoria receberam troféus e certificados de reconhecimento.

Para o governador, Waldez Góes, além do incentivo, o prêmio traz visibilidade a profissionais que dedicam suas vidas à produção de conhecimento científico, um trabalho fundamental para o desenvolvimento da sociedade. 

“É uma grande satisfação aliar o reconhecimento de pesquisadores amapaenses a uma justa homenagem ao nosso grande Robério, que tanto contribuiu para o desenvolvimento do Amapá. Esse prêmio fortalece a criação de uma política pública contínua, que gera impactos  científicos, sociais, tecnológicos e econômicos para nosso estado”, finaliza o governador.

A solenidade encerra a 18ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que iniciou na segunda-feira, 4. O  secretário da Setec, Rafael Pontes, explicou que os 20 ganhadores tiveram sua produtividade científica e inovadora avaliada por um comitê de seleção.

“O Governo do Estado sempre incentivou a produção do setor científico-tecnológico por meio de editais e programas de suporte às pesquisas amapaenses, mesmo em um cenário nacional onde essas ações vêm sofrendo tantos cortes. Essa foi apenas a primeira edição de um prêmio tão significativo, nossa expectativa é que o edital seja lançado anualmente”, destaca Pontes. 

O jornalista Wedson Castro, que recebeu o prêmio como melhor tele reportagem científica, destacou que uma das suas maiores missões é informar para a população sobre o quanto as pesquisas amapaenses são relevantes.

“É sempre um grande incentivo ser reconhecido pelo nosso trabalho, pois não fazemos a reportagem pensando em um prêmio, mas sim no acesso que as pessoas terão às informações sobre ciência e tecnologia”, disse o jornalista.    

Homenagem

O prêmio leva o nome de Robério Aleixo Nobre, falecido em abril de 2021, aos 62 anos, vítima da Covid-19. Robério Nobre foi meteorologista, bacharel em Direito e servidor de carreira da Embrapa, com longo histórico de contribuição, incentivo e implementação de modelos de desenvolvimento sustentável e inovação científica no Amapá.

Ao longo de sua extensa trajetória pública, foi também diretor da Companhia de Gás do Amapá, secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, de Desenvolvimento Rural e diretor da Agência Amapá. Sempre foi um ávido defensor do fortalecimento científico e tecnológico no estado. Estava no cargo de secretário de Estado do Meio Ambiente quando faleceu.

 

Por: Jamylle Nogueira / 

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO