Resgate histórico: Governo do Amapá entrega Escola Barão do Rio Branco restruturada


Prédio reúne arquitetura original com modernização. Foram R$ 7 milhões do Tesouro Estadual investidos na restauração do patrimônio histórico.


A Escola Estadual Barão do Rio Branco foi reinaugurada e entregue aos amapaenses nesta sexta-feira, 3. O Governo do Estado investiu R$ 7 milhões em recursos do tesouro estadual na restauração do patrimônio histórico nacional, que completa 75 anos em 2021. Trata-se da primeira escola em alvenaria de Macapá. 

LEIA MAIS: Novo Barão: escola restruturada reúne arquitetura original e modernização

O novo espaço valoriza elementos tradicionais da história amapaense à modernidade necessária para o melhor desempenho educacional do estado, cuidado este destacado pelo governador, Waldez Góes.

“A Escola Barão do Rio Branco faz parte da nossa história. O trabalho aqui foi de preservar esse grandioso patrimônio histórico e, ao mesmo, prepara-lo para superar os desafios educacionais durante e após a pandemia”, ressaltou Góes.

 

 

A revitalização do Novo Barão se estende desde a fachada do prédio até as salas administrativas, biblioteca, salas multimídias, laboratórios de ciências e de informática, banheiros, cozinhas, refeitório, quadra poliesportiva e em cada uma das 23 salas de aula.

“É uma estrutura totalmente moderna, que atende às necessidades atuais da educação e, como arquiteto, somar essa modernidade ao respeito com a arquitetura tradicional, é um verdadeiro presente”, disse o secretário de Infraestrutura (Seinf), Alcir Matos.

LEIA MAIS: Ex-alunos do Barão expressam gratidão e reconhecimento pela nova estrutura

 

A comunidade escolar, presente na solenidade de entrega, celebrou as conquistas do novo espaço. A secretária de Educação (Seed), Goreth Sousa, enfatizou a política de valorização da educação implantada pelo governo.

“Nós acreditamos na escola pública, acessível e de credibilidade. O Novo Barão representa uma política educacional implantada em toda a rede estadual de ensino, centrada no acolhimento da comunidade e no desenvolvimento de habilidades”, disse.

 

Infraestrutura da educação

Iniciada em 2019, a revitalização do Barão do Rio Branco representa, além de valorização histórica e cultural, o investimento do Estado na melhoria da infraestrutura educacional.

Entre os anos de 2016 e 2021, o Governo do Amapá investiu em ampliações e modernizações prediais de 33 escolas na capital e no interior do estado; 28 delas já foram concluídas e entregues à população.

E mesmo em meio à pandemia, o trabalho seguiu avançando: junto com o Novo Barão, outras sete escolas foram inauguradas desde outubro de 2020.

 

Cine Territorial

A próxima etapa do projeto do Governo do Amapá para a restauração do centro histórico de Macapá será a revitalização do Cine Territorial, anexo à escola Barão do Rio Branco.

LEIA MAIS: De volta ao passado: 75 anos de história, Cine Territorial complementará arquitetura do antigo Barão

Assim como a escola, a estrutura original do prédio será conservada e restaurada, para, então, reabrir as portas ao público como um museu de imagem e som.

 

Por: Claudio Morais /  Foto: Márcio Pinheiro

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO