Prefeito Dr. Furlan assina ordem de serviço para construção do 1º Centro de Zoonoses de Macapá


A obra conta com emenda destinada pelo senador Randolfe Rorigues. O espaço ofertará serviços para cuidados com a saúde animal, prevenção e controle de doenças.


O prefeito Dr. Furlan assinou na manhã deste sábado (11), a ordem de serviço que autoriza a construção do 1º Centro de Zoonoses de Macapá. A obra custará R$4.186.000,00. Desse total, R$3.798.592 é recurso de emenda parlamentar destinada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede) e R$387.408,00 contrapartida municipal.

Zoonoses são doenças infecciosas transmitidas entre animais e pessoas. O centro será um local adequado para observação desses males. No espaço será possível ainda a realização de estudos, pesquisas e produção científica amazônica.

De acordo o prefeito da capital, o centro será referência, proporcionando atendimento de qualidade e suprindo a carência deste setor.

“Com esta instalação será possível oferecer atendimento de controle e monitoramento da malária, leishmaniose, leptospirose, dengue, raiva e doenças de chagas, ou seja, teremos um serviço de medicina tropical dentro da Amazônia, associado também às políticas públicas de animais. Essa é, sem dúvida, uma obra muito importante”, afirmou Dr. Furlan.

Randolfe Rodrigues, autor da emenda destinada à obra, destaca que esta é uma iniciativa esperada pela população. “Ter um centro de zoonoses voltado para saúde dos nossos animais é significativo, é um grande passo para aqueles que estavam na expectativa. Hoje estamos com dois objetivos: acolher cães e gatos que são as zoonoses mais distintas, e, ao mesmo tempo, adotar medidas de prevenção para a saúde pública”, ressaltou o senador.

Em sua fala, a secretária municipal de Saúde, Karlene Lamberg, destaca o avanço da gestão municipal com a construção deste espaço.

“Mais um grande passo no trabalho de saúde pública está sendo dado hoje. Sabemos que algumas doenças graves são transmitidas por animais e através do Centro, vamos ter o controle sobre o assunto. Além disso, não é só recolhendo da rua cães e gatos, que são os mais vulneráveis, mas também na questão de vetores. Será feito o laboratório para coleta de insetos que podem transmitir doenças e o próprio controle populacional da espécie”, pontuou a secretária.

 

Estrutura
A obra será executada pela Secretaria Municipal de Obras (Semob) e terá cinco blocos nos quais funcionarão os serviços de vacinação e avaliação animal, laboratório de entomologia, ambulatório, depósito de ração, necrópsia e eutanásia, entre outros. Além disso, o espaço contará, também, com gatil e canil voltados à observação de animais suspeitos de estarem acometidos por doenças.

A cerimônia de assinatura da ordem de serviço ocorreu em Fazendinha, no local onde o centro será construído. Participaram do ato o vereador Alexandre Azevedo (PP) e o secretariado municipal.

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO