VII Jornada Científica da Embrapa Amapá será realizada de 13 a 15 de outubro



A VII Jornada Científica da Embrapa Amapá (Jorcea) traz este ano palestras sobre temas conectados com os desafios e oportunidades para pesquisa, desenvolvimento e inovação que atendam demandas regionais. O evento será totalmente on line, no período de 13 a 15 de outubro, com parte das apresentações transmitidas pelo canal da Embrapa no Youtube (www.youtube.com.br/embrapa). A palestra master de abertura será realizada a partir das 9h30 desta quarta-feira, 13/10, com o tema “A floresta amazônica como eixo unificador de ciência, tecnologia e inovação, desenvolvimento regional e manutenção de serviços ecossistêmicos”, apresentado pelo pesquisador Marcelino Carneiro Guedes. A programação completa e outras informações estão no site do evento: http://app.cpafap.embrapa.br/jorcea2021   

De forma geral, Jornada Científica tem como objetivo a divulgação e avaliação de resultados dos trabalhos da iniciação cientifica de alunos de graduação. No caso da modalidade realizada pela Embrapa Amapá, serão apresentadas pesquisas de graduandos que participam do Programa de Iniciação Científica que conta com apoio do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), por meio do Pibic (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica). Em 2021, a Jorcea é vinculada À 18ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que tem como tema central " A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta".

“A iniciação científica é importante para a trajetória dos alunos de graduação, uma oportunidade ímpar de colocar em prática os conhecimentos recebidos na universidade e os conhecimentos adquiridos no contato direto com os pesquisadores. É uma forma também de estimular a juventude a querer se tornar novos cientistas, que vão contribuir com o desenvolvimento da sociedade”, destacou Cristiane Ramos de Jesus, chefe de Pesquisa da Embrapa Amapá e presidente da comissão organizadora da VII Jornada Científica da Embrapa Amapá.     

A carreira da maioria dos pesquisadores científicos começou por meio de estágios em projetos de Iniciação Científica desde a época da graduação. Na Embrapa, as oportunidades são oferecidas a acadêmicos em várias áreas do conhecimento. Aluna de Ciências Ambientais da Universidade Federal do Amapá (Unifap), Lauane Monteiro Costa, participa da Jorcea pela terceira vez e vê neste evento uma oportunidade de amadurecimento em vários aspectos.  “A gente desenvolve muito o senso de responsabilidade porque temos o dever de apresentar resultados científicos, e acabamos incorporando isso à vida acadêmica e pessoal. Ao apresentar um trabalho para pesquisadora experientes e também para outros bolsistas, como tempo a gente se sente mais segura para este tipo de apresentação”.

A VII Jornada Científica da Embrapa Amapá vai agregar a realização do XIV Café com Ciência, um evento voltado para bate papo aproximativo entre autores de publicações técnicas e públicos de interesse. Desta vez, será lançada no Café virtual o livro “Floricultura tropical: técnicas e inovações para negócios sustentáveis na Amazônia", de autoria do pesquisador Jorge Segovia, que estará interagindo com os participantes do chat da transmissão em tempo real. A VII Jorcea será encerrada com o anúncio dos trabalhos de IC vencedores deste ano. 

 

Dulcivânia Freitas (DRT-PB 1.063/96)

 



Deixe seu Comentário

 

VOLTAR A PÁGINA PRINCIPAL VOLTAR A PÁGINA COTIDIANO