Foto: Polícia Civil / Lucas Brito

Três líderes de facções do Amapá são transferidos para penitenciária federal de RN


A Polícia Civil do Amapá, por meio da Divisão de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), realizou a transferência de três líderes de organizações criminosas com atuação no estado do Amapá para a Penitenciária Federal de Mossoró, no estado do Rio Grande do Norte. As transferências foram representadas pelos Delegados Anderson Gomes e Estéfano Santos, após um extenso trabalho de investigação que culminou nas prisões desses criminosos.

As transferências iniciaram na terça-feira, 5, com o embarque do líder da organização criminosa denominada União dos Criminosos do Amapá (UCA), de 33 anos de idade.

Durante a madrugada da quarta-feira, 6, outros dois líderes da organização criminosa denominada Família Terror Amapá (FTA), ambos com 31 anos de idade, embarcaram com destino a Penitenciária. Um desses líderes tinha a liderança máxima no município de Mazagão, com a função denominada “responsa” ou “frente de bairro” em relação ao bairro Caega. O outro, liderava o município de Santana e tinha a função de “geral do progresso”, sendo responsável por captar recursos financeiros para a organização criminosa através da contribuição financeira que todo integrante é obrigado a fazer (denominada caixinha) com valores oriundos do tráfico de drogas e roubos.

De acordo com o Delegado Anderson Gomes, os três criminosos são de alta periculosidade e respondem a mais de 20 processos judiciais, sendo responsáveis por ordenar diversos homicídios.

Policiais Civis da CORE, Policiais Militares e Policiais Penais deram apoio à DRACO durante a condução dos criminosos ao aeroporto.


O que achou desta notícia?