2022-2023

Norma Cavalcanti toma posse como presidente do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais


Em Brasília-DF, a procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Amapá (MP-AP), Ivana Cei, como presidente do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais dos Ministérios Públicos dos Estados e da União (CNPG) finaliza a gestão, 2021-2022, dando posse à procuradora-geral de Justiça do Ministério Público da Bahia (MPBA), Norma Cavalcanti, que irá conduzir a entidade no período 2022-2023. Na reunião realizada na quarta-feira (4), na sede do Ministério Público Militar (MPM), o promotor de Justiça do Amapá, Paulo Celso Ramos, deixou o cargo de secretário-executivo do Colegiado, no qual tomou posse o chefe de gabinete do MP baiano, promotor de Justiça Pedro Maia.

"As palavras hoje são de gratidão. Faço um agradecimento, em nome de todos, à Ivana Cei, com grandes realizações para o CNPG e superando muitos obstáculos. Agradeço a eleição a todos os procuradores-gerais e retribuirei com muito trabalho", manifestou Norma Cavalcanti. Ela afirmou, ainda, que o "MP é uma instituição fruto de uma construção coletiva, de união e força, das quais precisaremos para erguer novos pilares".

A mesa do evento contou com as presenças do corregedor-geral do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Oswaldo D'Albuquerque; o procurador-geral de Justiça Militar Antônio Duarte; do presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), Manoel Murrieta; e do secretário-geral do CNMP, Carlos Vinícius Alves Ribeiro, representando o procurador-geral da República, Augusto Aras.

Participaram, ainda, da reunião os conselheiros do CNMP: Ângelo Fabiano da Costa, Antônio Edílio Teixeira, Jaime Miranda, Moacyr Rey Filho, Paulo Cezar Passos e Rinaldo Leite; os procuradores-gerais de Justiça Alberto Rodrigues Jr. (AM); Alexandre Magno (MS); Aylton Flávio Vechi (GO); César Mattar Jr. (PA); Danilo Lovisaro (AC); Elaine Teixeira (RN); Fabiana Barreto (DFT);; Gilberto Giacoia (PR); Hortêncio Rocha Neto (PB); Janaína Carneiro (RR); José Antônio Borges (MT); Luciana Andrade (ES); Manuel Pinheiro (CE); Mário Sarrubbo (SP); Paulo Augusto Oliveira (PE); e, de forma virtual, Cleandro Moura (PI) e Márcio Roberto de Albuquerque (AL).

Marcaram presença: o procurador de Justiça Marfan Martins Vieira, representando o PGJ Luciano Oliveira Mattos de Souza (RJ); representando o procurador-geral de Justiça de MG, Jarbas Soares Júnior, o promotor de Justiça e assessor especial da PGJ-MG, Emmanuel Levenhagen Pelegrini; a presidente do Conselho Nacional de Ouvidores do Ministério Público (Cnomp), Selma Magda Barreto; e os procuradores do Trabalho Ana Cláudia Monteiro, Fábio Leal e Rafael Marques, representando o Ministério Público do Trabalho (MPT); e, virtualmente, representando o PGJ Manoel Cabral Machado Neto (SE), participou o subprocurador-geral de Justiça Ernesto Anísio Azevedo Melo.

Reconhecimento

O chefe do MP Militar, Antônio Duarte, homenageou a procuradora-geral de Justiça do MP-AP, Ivana Cei, com a “Panóplia do Ministério Público Militar”, uma honraria concedida pela instituição pelos relevantes serviços prestados ao MPM. Na ocasião, Duarte destacou a atuação da PGJ do Amapá à frente do CNPG.

Nas suas falas, com votos de agradecimentos à Ivana Cei e de sucesso à Norma Cavalcanti, todos os membros do Colegiado reafirmaram a força de unidade do Ministério Público brasileiro para o cumprimento do seu papel de guardião da cidadania e do regime democrático, bem como a importância do CNPG para o fortalecimento institucional.

A PGJ do Amapá agradeceu aos apoios recebidos dos membros do CNPG, e ao trabalho organizado e incansável do seu secretário-executivo, Paulo Celso Ramos, em nome do qual fez referência à equipe de servidores do MP-AP que deram suporte essencial e prestimoso no apoio operacional. Concluindo com a apresentação da prestação de contas da gestão.

“Estou aqui, hoje, com o coração cheio de orgulho e gratidão apresentando resultados, para que possamos passar à nova presidente Norma Cavalcanti um CNPG de conquistas e avanços. Agradeço aos procuradores-gerais de Justiça, ao Conselho Nacional do Ministério Publico – CNMP, nas pessoas do presidente Antônio Augusto Brandão de Aras e do Corregedor Nacional Oswaldo D’Albuquerque, às entidades de classe, pela representação da Conamp, por seu presidente Manoel Victor Sereni Murrieta e Tavares; a presidente do CNOMP, Selma Magda Barreto; pelo apoio e colaboração incontestáveis!”, iniciou Ivana Cei.

Continuou desejando sucesso à nova gestão. “Parabenizo Norma Cavalcanti e Pedro Maia desejando êxito e que possam ter a certeza de contar com o Ministério Público do Amapá em toda sua extensão amazônica, como braço forte e de apoio em sua caminhada à frente do honroso CNPG", afirmou.

A PGJ do Amapá, em homenagem a todos que contribuíram para a plenitude da gestão 2021-2022, finalizou mencionando o pensamento do Padre Fábio de Melo: "Eu gostaria de lhe agradecer pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou. Pela sua capacidade de me olhar devagar, já que nessa vida muita gente já me olhou depressa demais", manifestou Ivana Cei.


Texto: Gilvana Santos


O que achou desta notícia?