Foto: arquivo Sete

Empreendedores do Sabores do Amapá aderem ao projeto “Papa Óleo” da Abrasel

Óleo usado no preparo alimentos e frituras será recolhido em recipientes e 50% do produto será transformado em sabão para ser utilizado na limpeza dos boxes.

Os empreendedores que trabalham nos boxes do espaço Sabores Amapá, no Complexo Turístico Beira-Rio, vão passar a recolher em recipientes o óleo usado no preparo diário de alimentos. A medida é resultado de uma parceria entre a Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (Sete) e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), através do projeto “Papa Óleo”.

O acordo foi formalizado no dia 6 de maio e o produto será recolhido pela empresa MDL Ambiental, responsável pela coleta.

Cada empreendedor recebeu vasilhames para guardar o óleo. De acordo com Yukio Nagano, presidente da Abrasel/AP, no Amapá, cerca de 100 tambores ou 20 mil litros de óleo deixam de ser descartados semanalmente no esgoto, evitando com que solo, lençol freático e rios sejam contaminados.

"Além disso, o projeto traz economia aos empreendedores, uma vez que 50% do óleo recolhido será devolvido no formato de sabão em barra e líquido", informou.

A Sete buscou a parceria com a Abrasel para a destinação sustentável do produto.

“Todos os dias são preparados dezenas de alimentos no espaço Sabores do Amapá e o óleo utilizado pelos empreendedores precisava de uma destinação correta. Após a coletado, a metade do que foi recolhido será transformado em sabão e usado na limpeza das louças e dos boxes”, relatou o secretário de Trabalho e Empreendedorismo, Luiz Carlos Araújo.

 

 

Por: Kelly Pantoja


O que achou desta notícia?


Cursos Básicos para Concursos