Foto: Arquivo/PMM
Em Macapá

Dia Municipal do Batedor de Açaí (17/05) será comemorado com show e feira

Programação acontece na terça-feira (17), das 5h às 11h, na Praça do Skate, na orla da cidade.

O açaí faz parte da alimentação de grande parte dos macapaenses. Mas para chegar até a nossa mesa, precisamos do batedor de açaí que, por meio do manuseio de uma máquina elétrica, extrai a bebida da fruta. No dia 17 de maio é comemorado o Dia Municipal do Batedor de Açaí e, pensando em homenagear esses profissionais, a Prefeitura de Macapá preparou uma programação para a data.

“O batedor de açaí está todo os dias trabalhando, faça chuva ou faça sol, para levar o alimento até a casa dos munícipes. Nada mais justo que prepararmos uma programação cultural e de lazer para esses trabalhadores. A ideia surgiu junto com o mandato da vereadora Janete Capiberibe e também contamos com o apoio da Associação de Batedores de Açaí do Amapá”, detalha a secretária de Mobilização e Participação Popular, Caroline Almeida.

O evento inicia às 5h próximo a Rampa do Açaí, na orla da cidade. O horário foi escolhido pela movimentação de produtores que iniciam, logo pela manhã, a comercialização. A programação segue até às 11h, com show do cantor amapaense Zé Miguel, fanfarra e DJs, além de exposição de biojoias e entrega de mudas de açaí.

O Dia Municipal do Batedor de Açaí é regulamentado pela Lei de nº 2.476, de 13 de julho de 2021, de autoria da vereadora Janete Capiberibe. “A data simboliza a importância desses trabalhadores na alimentação e economia da população”, ressalta a parlamentar.

A iniciativa é uma parceria entre as secretarias municipais de Mobilização e Participação Popular (Semmopp) e Agricultura (Semag), além dos institutos municipais de Promoção da Igualdade Racial (Improir), Municipal de Turismo (Macapatur) e Fundação Municipal de Cultura (Fumcult).

Batedeira de açaí como atividade essencial em Macapá
Outra Lei que regulamenta a importância da atividade no município é a de nº 2. 466, de 2 de julho de 2021, que reconhece a batedeira de açaí, assim como espaços privados que comercializam o produto, como essencial para a economia e alimentação da população macapaense.

 

Por Laiza Mangas 


O que achou desta notícia?