Foto: [PF/Reprodução]

Força-tarefa policial faz buscas e apreensões no Iapen

Operação resultou na apreensão de 19 aparelhos celulares, porções de drogas, além de bebida alcoólica artesanal “biricutico” produzida pelos detentos.

A Força-Tarefa que integra os órgãos de segurança pública estadual e federal realizou, na manhã desta sexta-feira, 3, buscas e apreensões no Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen). A operação ocorreu no pavilhão F, onde estão alojados apenados do regime fechado, entre eles, membros de organizações criminosas.

Instituída em abril, a equipe operacional é formada por profissionais da Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Penal. A base da força-tarefa fica na sede da Polícia Federal, na rodovia Norte-Sul.

A operação, que integrou o efetivo de 60 agentes com o apoio do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope) e do Grupo Tático Aéreo (GTA), resultou na apreensão de 19 aparelhos celulares, porções de drogas, além de bebida alcoólica artesanal produzida pelos detentos.

"A operação de hoje é uma demonstração da força, inteligência, planejamento e integração da nossa Força-Tarefa em sua missão principal, que é a desarticulação e repressão ao crime organizado", destacou o secretário da Sejusp, cel. Carlos Souza.

As incursões ocorreram em pavilhões já monitorados pelas agências de inteligência Federal e do Estado que, de acordo com o delegado da PF, João Paulo Lopes, resultarão no fortalecimento de investigações.

”Certamente a operação terá desdobramentos que contribuirão com investigações e a resolução de crimes. A participação da PF e da PRF na Força-Tarefa integra a Segurança Pública do Amapá a investigações e estratégias de repressão a facções criminosas em âmbito nacional”, ressaltou.

O planejamento estratégico para ampliar a sensação de segurança na sociedade, de acordo com o diretor de operações da PM, cel. Aldinei Almeida, consiste tanto no fortalecimento do sistema prisional, quanto na ampliação do policiamento preventivo.

”Ampliamos as operações preventivas com rondas ostensivas, incursões em áreas de risco e fortalecimento da segurança em todo o Estado. O resultado foi o último final de semana sem registro de crimes violentos, com a operação ‘Sociedade Segura’, que seguimos com a manutenção dos indicadores positivos ao longo da semana, já planejando de forma integrada as próximas ações”, finalizou.

 

 

Por: Claudio Morais


O que achou desta notícia?