Feira de artesanato com empreendedorismo acontece no Completo Beira Rio até domingo (5)

Produtos comercializados vão desde artesanato, com materiais recicláveis, à bioeconômicos.

O Governo do Amapá realiza, nos dias 3, 4 e 5, a Feira de Artesanato e Empreendedorismo, que acontece no Complexo Turístico Beira Rio, das 17h às 22h. A programação é alusiva ao Junho Verde, campanha com foco no extrativismo, no beneficiamento, na produção, na comercialização e divulgação de produtos e serviços sustentáveis.

Produtos comercializados vão desde artesanato com materiais recicláveis à bioeconômicos, como café de açaí, molho de pimenta feito com açaí, licor de jenipapo, biojoias feitas com sementes, dentre outros.

O empreendedor Josivan Bracho avaliou a relevância de expor o molho de pimenta feita com açaí, destacando o incentivo dado pelo Governo do Estado ao convidar os artesãos para participarem do evento e comercializarem os produtos bioeconômicos e recicláveis.

“É uma coisa muito importante que se diga e deixe bem claro, o primeiro molho de pimenta feito com açaí é do Amapá. É o motivo do Governo do Estado valorizar isso, e ele valoriza quando convida a gente para expor esse produto”, declarou Bracho.

A campanha Junho Verde 2022 tem como tema “O Meio Ambiente e as Políticas Ambientais gerando negócios no Amapá”. O objetivo é apresentar à população as ideias, experiências e pesquisas já adotadas por comunidades, empreendedores individuais e empresas públicas e privadas, buscando o desenvolvimento social e econômico do Estado, alinhados ao conceito de “Boas Práticas Ambientais”.

“Nesta edição estamos trabalhando o empreendedorismo sustentável e todo tipo de negócio que tem a ver com a biodiversidade, biotecnologia e a bioeconomia, visando suscitar e fortalecer o nosso trabalho ambiental, de gestão ambiental do Estado como ação de governo”, explicou o educador ambiental da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Renato Braziliense.

O evento conta ainda com o Drive Thru Ambiental, que faz a distribuição de mais de 1 mil mudas de espécies frutíferas, ornamentais e medicinais, e ainda sacolas de lixo veicular. 

 

 

Por: Sávio Almeida


O que achou desta notícia?