Foto: Arquivo/PMM

Feirão do Povo terá desfile de moda afro e 15 empreendedoras comercializando artesanato

Programação acontecerá no sábado (18), pela primeira vez na praça do bairro Jardim Felicidade I.

A arte de 15 afroempreendedoras estará exposta no Feirão do Povo que será realizado pela Prefeitura de Macapá no sábado (18), das 8h as 21h, na praça do bairro Jardim Felicidade 1, na zona norte da cidade. A 3ª edição será especial em homenagem ao Dia do Marabaixo, celebrado em 16 de junho.

A partir das 16h as artesãs vão expor e comercializar biojoias, peças decorativas, brinquedos, além da tradicional gengibirra, bebida feita a partir do gengibre. Uma das novidades é um desfile de moda afro com modelos usando roupas, turbantes e acessórios feitos pelas empreendedoras.

A diretora-presidente do Instituto Municipal de Políticas de promoção da Igualdade Racial (Improir), Maria Carolina Monteiro, ressalta a importância da data para o movimento negro.

“Essa edição tem um grande significado para todos nós do movimento negro. A Feira Afroempreendedora foi pensada em homenagear nossa cultura. Teremos tudo que representa o nosso marabaixo, tudo confeccionado com muito carinho por nossas empreendedoras”, reforça.

Reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 2018, o marabaixo tem a dança e música originada nas senzalas que abrigavam negros escravizados. A data escolhida é uma homenagem à Santíssima Trindade.

Feirão do Povo homenageará o Dia do Marabaixo, celebrado em 16 de junho | Foto: Rogério Lameira/PMM

 

Feirão do Povo
Programação terá variedade em produtos da agricultura familiar, economia criativa, artesanato e gastronomia nortista. Ao todo, 140 empreendedores estarão envolvidos no evento, que será realizado pela primeira vez, na zona norte da capital.

Haverá apresentações culturais, massoterapia e serviços do Centro de Referência em Atendimento à Mulher (Cram). O programa Peixe Vivo também terá a venda de Pirapitinga e Tambaqui a R$ 15 o quilo.

Centro de Referência e Atendimento à Mulher realizará diversas atividades para o público feminino, entre elas, orientação jurídica, assistência, e serviços de saúde e bem-estar, como massoterapia e aulas de zumba.

As duas edições anteriores do Feirão foram realizadas em homenagem ao Dia do Artesão, 19 de março, e pelo Dia do Trabalhador, comemorado em 1º de maio. Esta última movimentou cerca de R$ 46 mil em vendas e reuniu mais de 8 mil pessoas.

O evento é uma parceria das secretarias municipais de Agricultura, Desenvolvimento Econômico e Inovação, Iluminação Pública, de Obras e Infraestrutura, Direitos Humanos e Zeladoria Urbana.

O feirão conta ainda com apoio da Vice Prefeitura de Macapá, Fundação Municipal de Cultura (Fumcult), institutos municipais de Turismo (MacapaTur) e de Promoção da Igualdade Racial (Improir), Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac) e a Guarda Civil Municipal de Macapá, além da Polícia Militar do Amapá.


O que achou desta notícia?